13 de Julho de 2024

CULTURA Terça-feira, 09 de Agosto de 2022, 18:42 - A | A

ARTISTAS LOCAIS

Exposição promove imersão na cultura regional

Da assessoria

exposicao

 

Uma imersão na cultura regional é a proposta da exposição “Ser Mato-Grossense”, aberta para visitação na galeria do Sesc Arsenal, em Cuiabá. As obras proporcionam um passeio pelo tempo por meio do olhar de artesãos, músicos e artistas plásticos que recortam um pedaço da história de suas gerações. A exposição é organizada pelo Sistema Fecomércio-MT, por meio do Serviço Social do Comércio(Sesc-MT).

Os visitantes poderão conhecer mais sobre os costumes, crenças, cerimônias religiosas e tradições. Os curadores utilizam peças do acervo do Sesc-MT. Entre os elementos em destaque estão fotos, quadros, trajes utilizados na dança dos mascarados em Poconé, violas-de-cocho e cerâmicas moldadas por povos indígenas da etnia Iny Karajá.

 O diretor regional do Sesc-MT, Carlos Rissato, destaca a proposta da entidade. “Mato Grosso é rico em memórias e representamos parte desse repertório histórico nesta exposição. Com certeza, todos que visitarem o espaço serão surpreendidos com a seleção preparada pelos curadores do Sesc”.

 A galeria está aberta ao público de terça a sábado, das 14h às 21h, e aos domingos, das 14h às 20h.

 Tecitura de ancestralidade

A exposição ultrapassa os limites da galeria com um mural na entrada da unidade assinado por Paty Wolff. Os desenhos riscados em papelão descortinam personagens tipicamente mato-grossenses com cores que retratam o calor da arte local.

A obra da artista plástica é carregada de referências ancestrais. Natural de Cacoal, em Rondônia, ela chegou à capital do estado quando criança, aos dois anos, e se reconhece como mato-grossense. Sua inquietação para conhecer suas raízes familiares a conduziram em uma longa pesquisa cujas referências influenciam nos traços moldados com estilete e pincelados com tinta acrílica.

 “Faço uma conversa com o acervo sobre a cultura mato-grossense a partir das referências que encontrei em livros e arquivos de fotografias, dando vida a personagens conhecidos, como dona Danda, que todos os anos participa da lavagem das escadarias da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, em Cuiabá”, compartilhou.



Comente esta notícia