15 de Julho de 2024

VARIEDADES Quarta-feira, 08 de Fevereiro de 2023, 14:44 - A | A

BILOLA SUJA

Falta de higiene causa amputação de 9 pênis por semana no Brasil

Até novembro de 2022, 459 homens perderam o membro

Mariana Garcia | g1

homem calca jeans

 

A cada semana, 9 homens têm o pênis amputado no Brasil em decorrência de câncer, que poderia ser evitado de forma muito simples: água, sabão e lavagem adequada.

Os dados, obtidos pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) junto ao Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS), do Ministério da Saúde, apontam que foram realizadas no SUS 7.790 amputações do pênis entre 2007 e 2022 (até novembro). Isso equivale a uma média de 486 procedimentos por ano.

O Brasil é um dos campeões mundiais na incidência de câncer de pênis, que é facilmente evitável com higiene íntima e tratamento da fimose. A desinformação e a dificuldade de acesso à saúde fazem com que muitos homens tenham o órgão genital amputado e morram por câncer de pênis. — Ubirajara Barroso Jr., urologista especialista em reconstrução genital e chefe de cirurgia reconstrutiva de uretra do hospital da Universidade Federal da Bahia

Reprodução

homem penis amputado

 

 

Apesar de representar 2% de todos os tipos de câncer que atingem o sexo masculino, o câncer de pênis matou 463 em 2020 (último ano com estatística disponível), segundo dados do Atlas de Mortalidade por Câncer do Ministério da Saúde.

Na quinta-feira passada (4), foi o Dia Mundial do Câncer, iniciativa global de conscientização sobre a doença.

Como evitar esse câncer mutilante?
De acordo com a SBU, quatro ações ajudam na prevenção do câncer de pênis. São elas:

- Limpeza adequada do pênis com água e sabão puxando o prepúcio para higiene da glande. A limpeza deve ser realizada todos os dias e após as relações sexuais.

- Tomar a vacina do HPV disponível gratuitamente pelos SUS para a população de 9 a 14 anos.

- Realização da postectomia (retirada do prepúcio) quando essa pele que encobre a cabeça do pênis não permite a higienização correta.

- Uso de preservativo para evitar contaminação por ISTs como o HPV.

A lavagem é simples e deve ser feita com água e sabão, na hora do banho mesmo. Para limpar o pênis, o homem precisa afastar o prepúcio e expor a cabeça do órgão, conhecida como glande.

A urina embaixo da pele (prepúcio) é ácida e pode causar fibrose, inflamação. A lavagem feita com água e sabão salva todo o risco de ter um tumor de pênis ou doença mais grave. Também vale ressaltar que não é necessário lavar o pênis a cada micção ou passar alguma pomada, antisséptico”, orienta Barroso.

O tratamento do câncer de pênis depende de quão rápido for feito o diagnóstico.

“O diagnóstico precoce trata quase 100% dos pacientes. Pode-se fazer uma biópsia e tirar o tumor com uma margem de segurança, preservando o órgão. No entanto, em casos mais avançados é preciso amputar o pênis, parcial ou totalmente”, explica Barroso.

A incidência deste tipo de câncer aumenta com a idade, atingindo o pico entre 50 e 70 anos. O homem deve suspeitar de qualquer alteração no pênis, como caroços/verrugas que não saem, feridas que não cicatrizam, secreções saindo do prepúcio, área vermelha endurecida, sangramentos vindos da glande e coceiras. Caso perceba algum desses sinais, deve procurar um médico.



Comente esta notícia