13 de Julho de 2024

OPINIÃO Sexta-feira, 26 de Agosto de 2022, 12:54 - A | A

Nini Constantino e o Clube Feminino

neila vestido azul

 Neila Barreto

Francisca de Almeida – Nini Constantino nasceu em 26/03/1919 e faleceu em Cuiabá, em 25/12/2010. Teve suma importância no desenvolvimento social da capital mato-grossense e na vida das mulheres. Casou-se com o odontólogo Nilson Constantino e tornou-se a senhora Francisca Almeida Constantino, pais de Neila, Louise e Regina. Possui netos e bisnetos.

Nini Constantino foi uma das laboriosas diretoras do Clube Feminino de Cuiabá que, teve à sua época brilhantes fundadoras como Gertrudes Machado Ribeiro, amiga de Zulmira Canavarros, que em 1928, ao lado de Balbina Garcia, Francisca Bastos Cuiabano, Hercília Baraúna da Costa Marques, Maria Alzira Alderet, Anna Luiza de Matos e outras cultas voluntariosas da época, fundaram o Clube Feminino, em 19 de abril de 1928, como deixou registrado o imortal Benedito Pedro Dorileo.

O Feminino foi fundado na gestão do presidente do Estado de Mato Grosso Mário Correa da Costa (1926-1930), sendo a presidente de honra, a sua esposa Dulce Marinho Correa da Costa, a primeira presidente – Hercília Baraúna da Costa Marques, Alzira de Mattos Müller, 1ª vice presidente, Tablita Lopes da Silva, 2ª vice-presidente, Gertrudes Machado Ribeiro, 1ª secretária, Maria Alzira Alderet, 2ª secretária, Luzia de Carvalho Addor, 1ª tesoureira, Lígia Addor, 2ª tesoureira, Ana Luiza de Mattos, oradora oficial, e Zulmira Canavarros, diretora esportiva.

Fundado em um “sobradinho verde” na Rua Pedro Celestino, esquina com Voluntários da Pátria, o Clube mudou-se na década de 1940 para seu edifício sede, situado na Rua Barão de Melgaço, esquina com Rua Campo Grande, no centro de Cuiabá. Além de eventos de caráter cultural, como saraus, eventos Litero-musicais e peças de teatro, o Feminino promoveu festas, shows, concursos de miss e desfiles. Até a inauguração de sua sede em 1940, os bailes eram oferecidos em outros locais, como a antiga sede dos Correios e Telégrafos, residência do Coronel João Balduino Curvo e o 16º Batalhão de Construção e da Força Policial. Segundo Dorileo, os jogos promovidos pelo Feminino se realizavam no antigo Bosque Municipal, atual Praça Santos Dumont.

A presidente do Clube na época, Lourdes Mendes, decidiu pela construção da sede em um terreno na rua Barão de Melgaço, esquina com rua Campo Grande. No referido terreno havia anteriormente uma escola primária, curiosamente de meninos, que foi demolida durante o primeiro governo de Mário Correa da Costa (1926-1930), conforme Rubens de Mendonça. Não se tem registro da exata autoria do projeto, atribuída por Cássio Veiga de Sá à firma Coimbra Bueno. Inaugurado em 1940.

O ano de 1940 assinala o esplendor do Clube Feminino, tendo na presidência da diretoria, Francisca de Almeida Constantino, a culta e dinâmica Nini Constantino; época em que a Rádio Tupi do Rio de Janeiro transmitia os seus eventos, como o desfile de moda Bangu e concurso de misses. Cantora como Dalva de Oliveira e o violonista Dilermando Reis, apresentaram-se no Clube Feminino, em Cuiabá, registra Pedro Dorileo.

Nini Constantino foi diretora voluntária de programas de assistência social da Prosol. Em 1978, tornou-se Presidente de Honra do Clube Fraternidade do Grande Oriente de MT. Colaborou para que a União Mato-grossense dos Estudantes Secundários (UMES) construísse a Casa dos Estudantes de MT. Em 1989, assumiu como 1ª presidente da Rede Estadual de Combate ao Câncer, cargo que ocupou por 10 anos. A Sala da Mamografia do Hospital do Câncer leva seu nome: “Sala Nini Constantino”, conforme registra os principais jornais de Cuiabá. Faleceu em Cuiabá em 25 de dezembro de 2010.



Comente esta notícia