23 de Julho de 2024

SAUDE Quarta-feira, 07 de Junho de 2023, 16:10 - A | A

SAÚDE DE CUIABÁ

Governador diz que meta do mutirão de cirurgias é acabar com “fila da vergonha”

Mauro Mendes participou da abertura da ação; previsão é de mais de 1,3 mil procedimentos por mês

Da Redação - HNT

mauro e paciente

 

O governador Mauro Mendes afirmou que o principal objetivo do mutirão de cirurgias que estão sendo realizadas pelo Gabinete de Intervenção da Saúde de Cuiabá é “acabar com a fila da vergonha”, com milhares de pessoas esperando há anos para realizar procedimentos. Mauro participou da abertura do mutirão no Hospital Municipal São Benedito, na manhã desta quarta-feira (7). A previsão é realizar mais de 1,3 mil procedimentos por mês.

A unidade, inaugurada pelo gestor na época em que era prefeito de Cuiabá, estava funcionando abaixo da capacidade e agora passará a fazer procedimentos que antes não eram realizados nas unidades municipais, como os cardiológicos de cateterismo e angioplastia com hemodinâmica e biópsia.

“Teremos centenas de cirurgias por mês aqui no hospital, e com isso acreditamos que nos próximos meses conseguiremos zerar essa fila dentro do Programa Fila Zero. É inadmissível você ter pessoas, como nós temos, esperando há três, quatro, cinco anos para uma cirurgia simples. Vamos acabar com a fila da vergonha nos próximos meses e anos com todas essas ações”, relatou.

Ele lembrou que o Gabinete de Intervenção também realiza mutirões de cirurgias e procedimentos no antigo Pronto-Socorro da Capital. E, além disso, o Governo de Mato Grosso tem contratado milhares de cirurgias, consultas, exames e procedimentos em todas as regiões, em parceria com os municípios.
Já disponibilizamos R$ 200 milhões só para o programa Fila Zero. Estamos contratualizando com diversos hospitais aqui, não só da Prefeitura de Cuiabá, da Secretaria Municipal de Saúde através da intervenção, como também hospitais privados, hospitais do interior, hospitais municipais. Isso tem ajudado a desafogar a fila e fazer a saúde funcionar, que é o que o cidadão espera de nós”, completou.

O mutirão foi comemorado pela cuiabana Eloize Madalena, que foi a primeira da fila do mutirão a realizar a cirurgia de cateterismo com hemodinâmica. Ela receberá alta ainda nesta terça.

Foi um sucesso. Foi maravilhosa, bem tranquila. A gente chega nervosa, mas deu tudo certo. O senhor [governador] e sua equipe estão de parabéns, fazendo um excelente trabalho. Aquele hospital perto do Fórum [Hospital Central] também estava jogado às traças desde que me conheço por gente. E agora estou vendo ficar pronto”, contou.

Também participaram da abertura do mutirão: a senadora Margareth Buzetti; os deputados federais Abílio Brunini e Fábio Garcia; o deputado estadual Paulo Araújo; os secretários de Estado Laice Souza (Comunicação), Juliano Melo (Saúde) e Grasielle Bugalho (Assistência Social e Cidadania); e os vereadores Dilemário Alencar, Michelly Alencar, Sargento Joelson e Demilson Nogueira; a interventora Daniele Carmona e o co-interventor Hugo Lima.

O MUTIRÃO

A meta do mutirão no Hospital São Benedito é realizar 1.380 procedimentos por mês, sendo 680 cirurgias e 700 atendimentos ambulatoriais. Destes procedimentos, 160 são de cardiologia com hemodinâmica, 100 cateterismos e 60 angioplastias.

As demais são: 50 cirurgias de urologia; 40 de otorrino; 50 cirurgias geral; 300 biópsias de lesões de pele; 60 de tireoide e 120 biópsias de próstata

Também serão realizadas 600 consultas pré-operatórias, sendo 40 de urologia; 80 de cirurgia geral; 80 de otorrino; 120 para biópsia de pele; 160 para biópsia de próstata e 120 para biópsia de tireoide

Essa é a primeira vez que são feitas biópsias em uma unidade da rede municipal, apesar de já existir determinação judicial para a realização do serviço, que vinha sendo descumprida.

O equipamento de hemodinâmica, comprado em 2016 e reativado no mutirão, estava parado desde 2020.



Comente esta notícia