21 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 15 de Julho de 2023, 12:41 - A | A

GRANA ALTA

Veja Ranking | Deputados federais de MT gastaram R$ 1,5 milhão de cota parlamentar nos primeiros 5 meses deste ano

Valor representa 97,47% do disponibilizado pela Câmara Federal para esse período de cinco meses

Jardel P. Arruda - Leia Agora

dep fed mt

 

A bancada de deputados federais de Mato Grosso gastou praticamente todo o valor disponibilizado como Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) para os cinco primeiros meses da legislatura iniciada em fevereiro de 2023.

De 1º de fevereiro até o final de junho, dos R$ 1.577.121,20 (um milhão quinhentos e setenta e sete mil cento e vinte e um reais e vinte centavos) disponibilizados para esse período, os deputados fizeram uso de R$1.537.245,26 (um milhão quinhentos e trinta e sete mil duzentos e quarenta e cinco reais e vinte seis centavos), o equivalente a 97,47%.

Vale ressaltar que este não é o valor total disponibilizado para todo o mandato, apenas aos cinco primeiros meses deste ano.



Lidera o ranking o deputado José Medeiros (PL), o qual gastou R$ 245 mil da Cota, seguido de Juarez Costas (MDB), que anotou o uso de R$ 221 mil. 

Já o mais econômico nesses cinco meses é o deputado Fábio Garcia (União), que utilizou R$ 91 mil da Cota, quase R$ 70 mil a menos que o segundo menos gastador, o deputado Abílio Brunini (PL), com R$ 162 mil de gastos.

Divulgação e Ponte Aérea



O principal gasto dos deputados federais de Mato Grosso foi com a categoria “divulgação de atividades parlamentares”. Na prática, isso significa a contratação de serviços especializados para divulgar as ações, seja com gastos para impulsionar posts nas redes sociais, agências de publicidade e veículos de comunicação. Somente com isso foram gastos R$ 410.851,82.

Já o segundo maior gasto dos deputados é com passagem aéreas para fazer as ponte entre Mato Grosso e o Distrito Federal. Somente com isso, foram R$ 322.970,25 em compra direta com recurso da cota e mais R$ 35.506,39 ressarcidos aos parlamentares por compras de passagens feitas com recursos pessoais.

Outro investimento de peso feito pelos deputados é com a categoria “manutenção de escritório de representação”. Isso é usado para descrever gastos com aluguel de sala, contas de energia, água, material de escritório e outras situações para manter um local de atendimento ao público em Mato Grosso.

Para que serve a Cota?




A CEAP é um valor mensal destinado ao custeio dos gastos dos deputados exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar. É com esse recurso que os parlamentares pagam, por exemplo, pelo combustível e o aluguel de um carro para rodar o estado e conhecer a realidade dos municípios.

O valor máximo mensal da cota depende do estado que o deputado representa. Essa variação ocorre por causa das passagens aéreas e está relacionada ao valor do trecho entre Brasília e o Estado que o deputado representa. No caso de Mato Grosso, o valor é de R$ 39.428,03 por mês. 

É natural que um parlamentar com atuação focada em Cuiabá, por exemplo, gaste menos que um parlamentar mais ligado a regiões distantes da Capital, pois este vai precisar gastar mais recursos para chegar até esses municípios.

Contudo, as discussões sobre a capacidade de aplicar bem este recurso aumentaram com a popularização da internet e a melhora dos mecanismos de transparência.



Comente esta notícia

Cláudio Coelho Barreto Júnior 15/07/2023

Está bandalheira, só irá acabar com uma reforma administrava, judiciária e legislativa, profunda. Convocar uma nova constituinte. Extinguir os Estados Federados; Extinção do SENADO FEDERAL; Reduzir o número de parlamentares na Câmara Federal, a metade do número atuai; Extinguir a figura do vice presidente da República; Fim da reeleição, tanto para Poder Executivo como para o poder Legislativo; Estabelecer a maior idade penal aos 16 anos; Fim do voto obrigatório; Candidaturas a cargos eletivos , sem a necessidade de ser filiado a partido políticos;

1 comentários

1 de 1