13 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 08 de Janeiro de 2024, 11:58 - A | A

MOBILIZAÇÃO NA CASA

Servidores da Assembleia cobram aumento salarial e auxílio-saúde de R$ 1,5 mil

Sindicato também quer que benefício seja pago a aposentados, pensionistas e servidores cedidos pelo Legislativo para outros órgãos

Gabriel Soares Editor-Chefe | Estadão Mato Grosso

serv da almt

 Servidores da Assembleia Legislativa 

Servidores da Assembleia Legislativa realizaram uma mobilização na manhã desta segunda-feira, 8 de janeiro, no Salão Negro da Casa de Leis, para cobrar reajustes de salários e aumento do valor do auxílio-saúde da categoria para R$ 1,5 mil.

A mobilização acontece justamente na primeira sessão do ano, que deverá votar a Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2024.

Ariadne Fabiene, diretora administrativa do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindal), afirma que a categoria está há cerca de 20 anos sem receber incremento salarial e que o reajuste anual não tem acompanhado a inflação.

Também estamos reivindicando a reestruturação da carreira. Nós estamos há mais de 2 décadas sem receber um incremento e não vem acompanhando a inflação que nós temos tido nesses últimos anos”, afirmou.

A categoria também cobra o aumento do valor do auxílio-saúde, dos atuais R$ 500 para R$ 1,5 mil.

Também pedem que sejam incluídos no benefício os aposentados, pensionistas e servidores cedidos pela Assembleia para outros órgãos.

Ariadne reclamou ainda que a Assembleia tem aprovado uma série de benefícios para outras categorias do funcionalismo público, mas não tem dado atenção aos próprios servidores.

Os servidores, eles ficam muito decepcionados quando a Mesa aprova melhoria para outras carreiras e não olha para a própria Casa. Aliás, os servidores estão desanimados. Eles vêm fazendo capacitações ao longo do tempo para desenvolver, desempenhar um bom serviço para a sociedade e não estar sendo valorizado é realmente triste”, desabafou.

Com a mobilização, os servidores tentam pressionar os deputados para incorporar o aumento já na LOA de 2024, com objetivo de que comece a ser pago ainda este ano.



Comente esta notícia