13 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 22 de Junho de 2022, 17:40 - A | A

DE OLHO NO LEITÃO

Lula quer se reaproximar de agronegócio de MT, diz Barranco

Gabriel Soares - Estadão

lula e tradutrora

 

O presidente do Partido dos Trabalhadores em Mato Grosso, deputado estadual Valdir Barranco (PT), disse que uma reaproximação com o agronegócio do estado é um dos objetivos da campanha presidencial de Lula para 2022. A declaração foi feita nesta quarta-feira (22) durante entrevista para jornalistas na Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Barranco chamou a atenção para a importância do agro na economia estadual e nacional como um dos principais fatores por trás dessa aproximação.

“Todos que tiverem com interesse de colaborar para superarmos essa fase terrível que estamos vivendo, serão bem-vindos. E o agronegócio, nós não podemos negar, contribui muito com a economia, com a geração de superávit primário e isso é importante para o país. Mato Grosso tá sempre aí à frente nesse quesito” apontou.

Informações de bastidores apontam que uma ala da campanha ligada ao ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, estaria se aproximando de representantes políticos do agronegócio em Mato Grosso para 'azeitar' essa relação. Entre os nomes, aparecem o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) e o ex-senador Blairo Maggi (PP), que foi ministro da Agricultura durante o governo Dilma Rousseff (PT).

Barranco afirmou que não está 'por dentro' dessas articulações, que acontecem em um 'nível mais alto', diretamente com Lula e Alckmin. Todavia, o deputado citou nomes que considera importantes dentro do agronegócio, como Blairo Maggi, Nilson Leitão e o presidente do Grupo Bom Futuro, Eraí Maggi.

“Eu sei que tem uma proximidade muito grande com o Alckmin e o Alckmin está muito integrado com o [ex-]presidente Lula. Os dois, parece que sempre tiveram juntos. Agora nessa viagem ao Nordeste, ficou muito evidente essa relação que eles estão tendo, muito boa. Então, todos que quiserem, serão bem-vindos e nós abraçaremos. E aí o modelo de agronegócio nós vamos discutir depois”, explicou o deputado.

Barranco ainda afirmou que, devido aos nomes do agronegócio envolvidos, Lula viria pessoalmente a Mato Grosso para dialogar e alinhar os interesses entre eles e o partido. A aproximação amistosa entre o ex-presidente Lula e o setor produtivo do campo vem sendo construída há algum tempo. Em um discurso feito em Contagem (MG), ele citou sua amizade com o Blairo e afirmou que, caso reeleito, iria ajudar os pequenos produtores do Brasil. 

Veja mais sobre esse encontro clicando aqui. 

Essa aliança, porém, não é apoiada por todos os políticos do PT. O deputado Lúdio Cabral chegou a afirmar que Lula não precisa do apoio do agronegócio de Mato Grosso e também chamou o setor de oportunista e responsável pela fila dos ossinhos no estado. 

Veja mais sobre a declaração de Lúdio aqui.

 
 


Comente esta notícia