13 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 02 de Maio de 2024, 14:49 - A | A

Campanha antecipada

Justiça Eleitoral de SP dá 48 horas para Lula deletar vídeo com prova de crime eleitoral

A decisão do juiz determinou que Lula e o Youtube removam os vídeos em até 48 horas, além de intimar o Ministério Público Eleitoral para se manifestar sobre o caso.

Pablo Carvalho- Portal novo norte

lula e boulos

 

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) emitiu nesta quinta (2) uma liminar contra o presidente Lula (PT) por divulgar propaganda eleitoral antecipada.

O petista foi visto pedindo votos para o pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL), em um evento no dia 1º de maio.

A decisão do juiz determinou que Lula e o Youtube removam os vídeos em até 48 horas, além de intimar o Ministério Público Eleitoral para se manifestar sobre o caso.

A ação foi movida pela pré-candidata à Prefeitura de São Paulo, Marina Helena (Novo), que criticou o uso da máquina pública para fins eleitorais e a propaganda antecipada.

"Em um país sério, o TSE declararia Lula inelegível", comentou ela após a decisão da justiça eleitoral.

O juiz eleitoral, Paulo Eduardo de Almeida Sorci, destacou que a permanência do vídeo pode prejudicar a paridade entre os candidatos ao pleito vindouro e mencionou o evento 'Festival Cultura e Direitos', apoiado pela Petrobras e com incentivo da Lei Rouanet, que teve uma participação de menos de mil pessoas.

VEJA O VIDEO DE LULA PEDINDO VOTOS:



Comente esta notícia