13 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2022, 16:03 - A | A

DEU EM A GAZETA

General cuiabano escolhido por Lula é católico e apolítico

PABLO RODRIGO Gazeta Digital

general cuiabano

 o general cuiabano, Júlio Cesar Arruda,63

Extremamente profissional, católico praticante e apolítico. Assim foi descrito - pelo irmão mais velho Juarez Arruda - o general cuiabano, Júlio Cesar Arruda,63, escolhido pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para comandar o Exército Brasileiro a partir de 2023. Juarez Arruda, que também é tenente do Exército, mora em Cuiabá.

 Em conversa com o jornal A Gazeta, o militar conta como foi o ingresso do general Arruda nas Forças Armadas e um pouco do seu perfil, que, segundo ele, sempre foi voltado a buscar a excelência e mantendo sempre a humildade 

O general Arruda não foi escolhido apenas pela antiguidade. O que levou a escolha dele foi sua dedicação e competência. Tem um espírito de liderança, tem o respeito e apoio da tropa. Então isso foi o verdadeiro motivo para a sua indicação’, diz Juarez, com orgulho do irmão mais novo. 

Juarez também destaca que o irmão sempre atuou militarmente sem se envolver com política. ‘A única bandeira que ele defende é a do Brasil. Desde que entrou para a carreira militar. Nunca se envolveu com política, sempre focado em desempenhar a sua função perfeitamente’, conta. 

Sem militares na família, Júlio Cesar só foi se interessar pela carreira militar após uma visita escolar nas obras da BR163 em Lucas do Rio Verde, quando viu o 9º Batalhão de Engenharia e Construção (9º BEC) realizando as obras. No mesmo período, o seu irmão ingressa no Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva (NPOR) no 44º Batalhão em Cuiabá. 

Ele fez uma visita nas obras da BR163 e viu os militares trabalhando. Ali, ele voltou dizendo que queria ser engenheiro militar. Ele estudava na antiga Escola Técnica’, lembra Juarez. 

Depois quando eu entrei no Exército, ficava contando para ele o que eu fazia no dia a dia e isso foi despertando nele o interesse em ser militar’, completa.

 Em 1974, então sob influência do irmão, passou para a Escola Preparatória de Cadete do Exército em Campinas. Entre 1975 e 1977, se destacou em todas as disciplinas e 1978 ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) e foi declarado Aspirante a Oficial da Arma de Engenharia em 12 de dezembro de 1981. 

Em 2019, o então O comandante-geral da PM, coronel Assis, hoje deputado federal eleito entregou a medalha GrãCruz ao general Júlio Cesar de Arruda.



Comente esta notícia