19 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 11 de Janeiro de 2024, 13:50 - A | A

NA PAUTA DO DIA

Deputados insistem que governo conceda RGA de 5,86%, afirma Avallone

Valor para pagar o reajuste, acompanhando a alta da inflação, consta no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2024, como sustenta o parlamentar

CAMILA RIBEIRO - HNT

dep carlos avalone

 O presidente da Comissão Orçamentária da Assembleia Legislativa, Carlos Avallone (PSDB)

O presidente da Comissão Orçamentária da Assembleia Legislativa, Carlos Avallone (PSDB), afirmou que os deputados sustentam a negociação com o Palácio Paiaguás pela concessão de 5,68% sobre o índice de Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores estaduais de Mato Grosso.

De acordo com Avallone, o valor para pagar o reajuste, acompanhando a alta da inflação, consta no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2024, cuja segunda votação é realizada nesta quinta-feira (11).

"A Assembleia trabalha para assegurar aos servidores um índice adequado para a Revisão Geral Anual. Como presidente da comissão especial criada com este objetivo, já iniciamos os contatos com o governo do Estado para manter o índice de 5,86% aprovado por nós na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2024. Manter o reajuste salarial superior à inflação servirá para compensar revisões não concedidas no passado, como no período de pandemia", escreveu Carlos Avallone em seu Instagram nesta quarta (10). 

CUIABÁ

Em Cuiabá, os servidores lotados na Secretaria Municipal de Assistência Social também estão atentos à definição da LOA deste ano. Os trabalhadores pleiteam recomposição salarial de 44% e promoveram no final da tarde desta quarta uma manifestação em frente à prefeitura. Um documento com mais de mil assinaturas foi protocolado no prédio do Executivo cuiabano, pedindo ao prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) que acolha a solicitação e a inclua no texto do orçamento anual que será votado na Câmara.



Comente esta notícia