15 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 29 de Maio de 2023, 17:56 - A | A

Prisão

Deputado de MT pede prisão de Maduro em visita ao Brasil

O parlamentar justifica que Maduro é procurado pelo departamento de combate às drogas do governo dos Estados Unidos, sob acusação de narcoterrorismo e lavagem de dinheiro

Leiagora

dep cel assis

 O deputado federal Coronel Assis (União-MT)

O deputado federal Coronel Assis (União-MT) requereu junto à Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara Federal, que comunique às autoridades competentes para que determinem a imediata prisão do ditador venezuelano Nicolás Maduro, que está no Brasil a convite do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
 
O parlamentar justifica que Maduro é procurado pelo departamento de combate às drogas do governo dos Estados Unidos, sob acusação de narcoterrorismo e lavagem de dinheiro.

O pedido também se baseia no relatório da missão internacional independente das Nações Unidas (ONU), que acusou o Governo de Maduro de crimes contra a humanidade e no Tratado de Roma, que trata sobre crimes internacionais.
 
Requeiro que esta Comissão comunique a imediata prisão de Nicolás Maduro, ditador da Venezuela, persona non grata e genocida, obedecendo aos critérios do Tratado de Roma, uma vez que o criminoso está em solo brasileiro, a fim de que a impunidade não manche a honra de nosso país e nos tornemos vergonha para o mundo”, afirma o deputado federal Coronel Assis, no requerimento.
 
O parlamentar também pede que seja oficiada a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), para que tome as devidas providências.
 
É no mínimo um absurdo o Brasil receber um ditador e genocida, que submete seu país à miséria, e aqui tratá-lo com honras de chefe de Estado”, analisa Coronel Assis.



Comente esta notícia