13 de Julho de 2024

POLÍTICA Quarta-feira, 30 de Março de 2022, 15:55 - A | A

SOBREVIVÊNCIA POLÍTICA

Com dificuldade em montar chapas, deputado sinaliza trocar PDT pelo PSB

Allan Kardec disse que, se ficar no PDT, disputará vaga na Câmara dos Deputados

WELINGTON SABINO - FolhaMax

allan e lupi

 o deputado estadual Allan Kardec e Carlos Lupi,

Com dificuldades para montar chapas para as disputas proporcionais na Assembleia Legislativa e Câmara Federal, o deputado estadual Allan Kardec, presidente do PDT no Estado, avalia deixar a legenda se não obter o apoio do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, para priorizar a disputa federal.

A decisão será anunciada nesta quinta-feira (31) depois que participar de uma reunião com Lupi, em Brasília.

Kardec recebeu convites para se filiar ao PSB e ao MDB. De antemão, deixa claro que pelo seu histórico de atuação na política e predileção pelo campo democrático e popular, tem uma vocação com o PSB, que está mais próximo do que vem fazendo no Estado enquanto deputado estadual.

Mas a decisão não está tomada, não será tomada de maneira rápida. Vou precisar falar com o Lupi vou precisar entender o que ele quer aqui pra nós. Acho que ele quer federal e a gente sabe que é preciso ter no mínimo umas garantias para convencer o pessoal a ficar aqui comigo. Talvez seria um ato onde eu perderia o mandato de estadual e o PDT ficaria sem representatividade nenhuma”, comentou Allan Kardec na manhã desta quarta-feira (30), confirmando sua ida a Brasília.

Liderança política em ascensão, Kardec foi eleito vereador por Cuiabá em 2012 filiado ao PT e disputou uma vaga na Assembleia Legislativa em 2014 também pelo Partido dos Trabalhadores ficando na suplência, o que lhe garantiu uma cadeira no Legislativo Estadual em janeiro de 2017, com a renúncia de Emanuel Pinheiro (MDB) que deixava o Parlamento Estadual para ser prefeito de Cuiabá, eleito em 2016.

Em março de 2018, Allan Kardec deixou o PT e se filiou ao PDT, sigla pela qual foi reeleito para o segundo mandato de deputado estadual em outubro daquele ano. No ano seguinte, em 2019, Kardec assumiu a presidência do diretório estadual do PDT e conseguiu aumentar o número de vereadores, prefeitos e vice-prefeitos. Contudo, no momento enfrenta dificuldades para formação de chapas para o pleito deste ano.

Foi um trabalho praticamente solitário, só eu de mandato depois da saída do Otaviano Pivetta. E, agora, nessa montagem de chapa está muita conversa pra todos os lados, eu confesso que tenho dificuldades de montar a chapa de estadual e federal caso fiquemos, meu agrupamento todo, no PDT, nós vamos tomar uma decisão de qual chapa vamos priorizar”, revelou Kardec.

Na reunião com Carlos Lupi em Brasília, ele vai expor a situação e deixar claro que se ficar priorizará a formação de chapas para disputar a Câmara Federal, incluindo seu nome como pré-candidato a deputado federal se permanecer filiado ao PDT. “É óbvio que pra minha reeleição seria a chapa de estadual, só que pelo quantitativo de pessoas disponíveis e com qualidade, é possível que eu fique pra disputar a federal no PDT. Então, vai depender da conversa com o Lupi amanhã, uma conversa franca de como ele encara essa situação hoje em Mato Grosso”, ressaltou o deputado.

Volto de Brasília com uma decisão tomada, provavelmente se ficar aqui no PDT a gente vai concentrar na chapa de federal e os dois convites estão abertos, tanto do MDB quanto do PSB”, avisou. 



Comente esta notícia