20 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 03 de Fevereiro de 2022, 16:59 - A | A

ELEIÇÕES 2022

Ciro 'rasga seda' para Mauro e espera subir no palanque do governador

Rafael Machado Repórter | Estadão Mato Grosso

Ciro gomes microfone gde

 O ex-ministro Ciro Gomes

O ex-ministro Ciro Gomes, que teve sua pré-candidatura à Presidência lançada pelo PDT, rasgou elogios ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM). Em entrevista à rádio Capital FM nesta quinta-feira (3), Ciro disse que o democrata tem feito um bom governo, ajustando as contas e fazendo investimentos, e que na sua avaliação o partido deve continuar na base de apoio, caso Mendes vá à reeleição.

Apesar da pretensão, o presidenciável comentou que respeitará a decisão do diretório estadual, caso entenda não caminhar com o governador.

 

Mauro Mendes está fazendo um bom governo, na minha opinião. Eu quero dizer que o PDT tem autonomia local, o PDT vai fazer o que o professor Allan Kardec [presidente da sigla em Mato Grosso] decidir com os companheiros, mas minha simpatia pelo Mauro Mendes deriva do fato que ele está fazendo governo correto. Ajustou as contas do Mato Grosso, está investindo, é correto, não tem escândalo”, comentou.

Questionado se buscará apoio de Mauro na campanha à presidência, Ciro disse que não “constrange” amigos, mas espera ter espaço no palanque do democrata.

Eu não constranjo amigos. Ele tem a responsabilidade de governar Mato Grosso, eu sou um candidato e um candidato tem que ter habilidade, sensibilidade e humildade para entender que ele tenha as delicadezas dele, mas eu espero ter um lugarzinho no palanque dele”, destacou.

Alternativa – Ciro também comentou sobre a construção de seu projeto para eleição deste ano. Ele disse que a intenção é criar uma nova alternativa que não esteja pulverizada.

O ex-ministro disse que grande parte dos eleitores da região centro-oeste votou em Jair Bolsonaro (PL), em 2018, devido à crise econômica e má gestão do PT.

Agora vejo o Brasil sendo chamado para votar no PT e no Lula para se livrar e protestar contra a decepção do Bolsonaro a gente não aguenta mais”, falou.



Comente esta notícia