24 de Julho de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 09 de Novembro de 2023, 16:35 - A | A

CAOS FINANCEIRO

Chico 2000: Terceirizadas que prestam serviços à Prefeitura de Cuiabá estão sem receber há meses

Oposição começa a questionar saúde financeira da gestão municipal.

APARECIDO CARMO DO REPÓRTER MT

chico 2000

 O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Chico 2000 (PL)

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, vereador Chico 2000 (PL), disse que a Casa tem conhecimento dos atrasos nos repasses da Prefeitura para terceirizados que prestam serviços para pastas da gestão municipal.

Apesar de não citar os serviços essenciais, o chefe do Legislativo Municipal disse que o Executivo ainda não pagou os valores referentes aos meses de setembro e outubro. Conforme Chico 2000, a Prefeitura pagou na segunda-feira (06), o valor referente a agosto.

“Estavam atrasados os meses de agosto, setembro e outubro, que venceu agora, agosto foi pago na segunda-feira (06), começou a ser pago na sexta e terminou na segunda. A previsão deles é que dentro de dez dias paguem setembro e aí vão se organizar para pagar outubro”, disse o parlamentar em entrevista na última terça-feira (07). 

"Mas nós estamos vigilantes, cobrando. Já cobrei o prefeito, cobrei o secretário de governo, que nos passou essa orientação", acrescentou. 

Na terça-feira (07), os trabalhadores da empresa Caribus Transportes, que atende as regiões do Osmar Cabral e Pedra 90, em Cuiabá, cruzaram os braços e só aceitaram voltar ao trabalho depois que a empresa colocou em dia os benefícios a que eles tinham direito.

Em nota, a empresa alegou que a prefeitura tinha atrasado os repasses, o que foi negado pela administração municipal.

Nesta quinta-feira (09), foi a vez dos trabalhadores da coleta de lixo fazerem uma paralisação devido a atrasos constantes no pagamento dos salários e de benefícios a que eles têm direito.

Os profissionais são contratados pela empresa Locar Gestão de Resíduos, sediada em Várzea Grande, que, ao RepórterMT, se limitou a dizer que os pagamentos devem ser realizados ainda nesta quinta-feira.

Por meio de nota, a Empresa Cuiabana de Limpeza Urbana (Limpurb) disse que “o protesto dos servidores da empresa não é relacionado a administração de Cuiabá”.

Vereadores da oposição questionam o nível de endividamento da gestão municipal e prometem colher assinaturas para instalar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) contra o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB). A base aliada, contudo, tem maioria na Câmara, o que inviabiliza o projeto.



Comente esta notícia