24 de Julho de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 05 de Junho de 2024, 10:46 - A | A

OPERAÇÃO RAGNATELA

Vereador Paulo Henrique é alvo de busca e apreensão em operação que mira boates do CV

Parlamentar Paulo Henrique teria auxiliado na interlocução da facção criminosa com outros agentes públicos responsáveis pela fiscalização dos eventos, em troca de vantagens financeiras 'indiretas'

RAYNNA NICOLAS E SABRINA VENTRESQUI - HNT

ver paulo henrique cba

 O vereador Paulo Henrique (PV)

O vereador Paulo Henrique (PV) foi alvo de busca e apreensão nesta terça-feira (5) por envolvimento com um dos núcleos do Comando Vermelho.

O mandado foi cumprido durante a 'Operação Ragnatela', que investiga um grupo de faccionados responsáveis por lavar dinheiro do tráfico por meio de eventos em casas noturnas de Cuiabá.

A princípio, Paulo Henrique teria auxiliado na interlocução da facção criminosa com outros agentes públicos responsáveis pela fiscalização dos eventos, em troca de vantagens financeiras 'indiretas'.

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Mato Grosso (FICCO/MT), porém, continua as investigações para precisar a participação do parlamentar no esquema. 

Ao todo, foram emanados oito mandados de prisão preventiva e 36 de busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro, além do sequestro de imóveis e veículos, bloqueio de contas bancárias, afastamento de servidores de cargos públicos e suspensão de atividades comerciais.

Quatro boates tiveram as atividades suspensas, duas delas na Avenida Beira Rio. 

O vereador supostamente envolvido com as atividades criminosas teve um veículo, da marca Jeep, apreendido pelas forças de segurança. 

Outros veículos de luxo, como uma BMW 320i do DJ Everton Detona, também entre os alvos da operação, outro Jeep, uma Toyota SW4, uma caminhonete RAM e um Camaro também foram apreendidos.

Conforme a polícia, com o auxílio de agentes públicos, a facção criminosa movimentou milhões de dinheiro sujo com o esquema nas casas de shows. 

À reportagem, a assessoria do vereador Paulo Henrique informou que não tem conhecimento da operação. 

 

jeep paulo henrique

HNT

 



Comente esta notícia