21 de Julho de 2024

POLÍCIA Sexta-feira, 25 de Novembro de 2022, 09:31 - A | A

ATOS VIOLENTOS

Empresários vão responder por furto e tentativa de homicídio

Após ser flagrado ateando fogo em pneus, o grupo teria disparado contra policiais militares

DA REDAÇÃO - Midia News

EMPRESARIOS PRESOS

 

Os três homens conduzidos pela Polícia Militar na noite de terça-feira (22), em Nova Mutum, depois de furtarem pneus de uma borracharia para atear fogo na BR-163 foram autuados e presos em flagrante pela Polícia Civil.

 O produtor rural Vilso Gabriel Brancalione e os empresários João Pedro de Lima Ceolin e Felipe Carvalho Duffeck foram autuados por homicídio tentado em concurso de pessoas qualificado por motivo torpe e contra agente da segurança pública, furto qualificado com concurso de pessoas, associação criminosa armada, atentado contra serviço de utilidade pública, porte ilegal de arma de fogo e poluição ambiental.

  Conforme o boletim de ocorrência registrado pela PM, uma equipe estava na rodovia federal em policiamento junto com a PRF, quando foi comunicada que ocupantes de camionete modelo Hillux teria furtado pneus de uma borracharia, depois de ameaçar a proprietária do local, para atear fogo na rodovia federal e impedir a circulação de pessoas e veículos. 

 Na pista, os policiais avistaram à distância que os suspeitos já teriam ateado fogo aos pneus. A equipe se aproximou e viu os três colocando mais pneus na pista, em seguida atearam fogo novamente paralisando o local devido às chamas e fumaça.

Os policiais acionaram sinal sonoro da viatura para realizar a abordagem, mas os suspeitos fizeram disparos de arma de fogo contra a equipe e depois saíram em alta velocidade pela BR-163, colocando a vida de terceiros em risco. 

 A PM fez o acompanhamento do veículo e novamente os suspeitos efetuaram mais disparos, sendo necessário que a equipe fizesse disparos no pneu traseiro para deter a camionete, que continuou em alta velocidade. Depois entrou em uma chácara e o trio abandonou o veículo, retirando as placas de identificação. 

 Enquanto os policiais aguardavam a remoção do veículo para levar à Delegacia da Polícia Civil, os suspeitos saíram da mata onde estavam se escondendo e se entregaram. Um deles afirmou ter retirado as placas do veículo para não ser identificado pelos policiais.

 Todos foram encaminhados à Delegacia de Nova Mutum, onde foram interogados, autuados e presos em flagrante.



Comente esta notícia