24 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 28 de Maio de 2024, 10:50 - A | A

OPERAÇÃO KILL SWITCH

Coordenador da TI da Setasc é preso por administrar site de venda de drogas na Dark Web

Ele possuía remuneração mensal de R$ 10.444 mil e foi exonerado do cargo depois da prisão

SABRINA VENTRESQUI -HNT

fachada setasc

 

O coordenador de Tecnologia da Informação da Secretaria do Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Edmilson Galvan Filho, foi preso pela Polícia Civil nesta terça-feira (28), na 'Operação Kill Switch'. Ele é investigado por tráfico de drogas por meio de plataformas digitais e administrava um site ilegal na Dark Web. Ele tinha remuneração mensal de R$ 10.444 e foi exonerado do cargo depois da prisão.

A investigação da Polícia Civil identificou que o servidor desenvolveu e administrou uma plataforma exclusiva para o comércio ilegal de entorpecentes. A escolha pela hospedagem do site na Dark Web visava a obstrução de sua identificação pelos órgãos de segurança, explorando o anonimato propiciado pela rede Tor. A plataforma foi retirada do ar durante as diligências feitas na ação policial.

Edmilson é acusado de tráfico de drogas e associação ao tráfico e, se condenado, pode pegar até 25 anos de prisão. Por meio de nota, a Setasc informou que exonerou o servidor e deu cumprimento ao mandado de busca e apreensão, que aprendeu o computador utilizado por ele na pasta.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA 

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc) informa que já exonerou o servidor preso na operação Kill Switch, da Polícia Civil, deflagrada nesta terça-feira (28.05) e que investiga esquema de tráfico de drogas.A Setasc deu total apoio ao cumprimento do mandado que apreendeu o computador utilizado pelo servidor na secretaria, reforçando ainda que os atos praticados pelo servidor não têm qualquer relação com a gestão da Pasta”, traz o pronunciamento.



Comente esta notícia