13 de Julho de 2024

OPINIÃO Sexta-feira, 03 de Março de 2023, 09:19 - A | A

Reclamação injusta

Gabriel novis neves

 Gabriel Novis Neves

Muitos reclamam que a nossa cidade não possui lugares para a gente se divertir.

Nada mais injusto. 

Temos teatros, cinemas, boates, restaurantes e bares com música ao vivo. 

Inúmeras casas de café com bolos tradicionais de Cuiabá, como o de arroz, queijo, milho, polvilho, francisquito e outros. 

É também o local ideal de se divertir, muitas vezes, falando mal da vida alheia. 

Eu nem preciso sair de casa para me distrair. 

Minhas funcionárias são educadas, alegres, competentes, inocentes e estão sempre me aprontando situações que me fazem rir e feliz. 

Dia desses uma plantonista da noite perguntou-me de manhã se eu tinha dormido e passado bem. 

Respondi-lhe que sim. 

Ela dorme em outro quarto, em frente ao meu.

Após ter pingado o colírio lubrificante em meus olhos, apagou a luz do meu dormitório, fechou a porta e foi para seu quarto.

Ligou o aparelho de ar refrigerado, desligou a luz, deitou na cama e tomou seu remédio para dormir.

Uma conversa pura e inocente como essa logo ao me acordar não há razão para ir à rua procurar diversão. 

Ela não percebeu que a sua obrigação era ficar, pelo menos, em sono superficial para poder me atender numa emergência.

A ingenuidade do adulto também é divertida. 

A plantonista de domingo à noite também é muita engraçada. 

Adora assistir filmes pelo seu celular até altas horas da madrugada, despertando no mesmo horário meu. 

Ontem verificou que meu pequeno relógio-despertador da mesinha de cabeceira da minha cama estava com a pilha descarregada.

Comunicou-me sobre o fato, porém se esqueceu de trocá-la.

Despertei, e o horário não era ainda do café.

Fiquei rolando de um lado para outro na cama, e a hora pelo despertador continuava a mesma.

Liguei o meu celular e constatei que já estava quase no horário da chegada do fisioterapeuta.

O pior é que acordo sempre com sono, não sei porquê.

Que isso é divertido, é!

Outra plantonista é enfermeira e está comigo há quase cinco anos.

Só perderá o emprego o dia que eu partir...

Ela tem o hábito de acordar várias vezes durante à noite para ver se eu estou passando bem.

Abre com cuidado a porta do meu dormitório e chega bem perto à minha cama para verificar se estou respirando!

Como tenho sono superficial, todas as vezes que ela se aproxima de mim eu acordo.

Já conversamos sobre isso.

Como tem nível superior sabe dos riscos de um velho dormindo sozinho num quarto.

Poderá sofrer uma crise hipertensiva pela madrugada, com acidente vascular cerebral, infarto do miocárdio, embolia pulmonar e até morrer.

Resultado: nos seus plantões durmo por parcelas determinadas pela sua competência.

Pelo relato apenas das minhas noites, verifica-se que é injusto dizer que não há onde se divertir em Cuiabá.

E durante o dia?

Entram outros atores que muito me divertem!

(*) GABRIEL NOVIS NEVES é médico e ex-reitor da UFMT.

FONTE: https://bar-do-bugre.blogspot.com/2023/03/reclamacao-injusta.html

 



Comente esta notícia