24 de Julho de 2024

INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE Quinta-feira, 04 de Julho de 2024, 08:37 - A | A

FIM DO SONHO

Governador assina venda dos vagões do VLT para Bahia por R$ 800 mi; veja vídeo

Assinatura ocorreu em cerimônia na sede do Tribunal de Contas da União (TCU), em Brasília (DF)

JOLISMAR BRUNO - HNT

Mauro Mendes caneta

 O governador Mauro Mendes (UB) assinou o contrato de venda dos trens do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para o governo da Bahia

O governador Mauro Mendes (UB) assinou o contrato de venda dos trens do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para o governo da Bahia, na tarde desta quarta-feira (3).

Ato ocorreu em cerimônia na sede do Tribunal de Contas da União (TCU), com a presença do presidente do órgão, Bruno Dantas e do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues.

Pacto gerará retorno de R$ 800 milhões, conforme a gestão de Mauro.

Na ocasião, Mendes destacou a mediação técnica interfederativa do TCU e que a venda é uma solução que atende ao interesse público. 

"Neste momento, através do diálogo, da intermediação do TCU com o governo da Bahia, Mato Grosso e terceira parte do mercado privado, [...] fomos capazes de construir uma solução que acima de tudo, atende o interesse público de ambos os lados. E também produzir uma solução que é uma solução que é um sinômimo daquilo que está preconizado na Constituição Brasileira que é o princípio da eficiência", destacou. 

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Sérgio Ricardo, frisou que a venda dos vagões para a Bahia foi um excelente negócio para Mato Grosso.

Termina uma situação que se prolongou por muito tempo e que seria ainda mais prejudicial ao Estado se ela não terminasse agora. Parabéns a todos os envolvidos”.

Conforme já reportado pelo HiperNotícias, foram vendidos 40 composições de trens, com sete vagões cada, e equipamentos necessários à instalação do VLT, em Salvador (BA). O acordo envolve valores de quase R$ 1 bilhão e deverá ser pago em quatro prestações anuais, segundo o TCU.  

Os veículos foram adquiridos há mais de dez anos para instalação do modal em Cuiabá para a Copa do Mundo de 2014. Mas, as obras nunca foram finalizadas.

Participaram também do ato os senadores Jayme Campos (UB) e Margareth Buzetti (PSD), o procurador de Contas, Alisson Alencar, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes, e o ex-senador Cidinho Santos, entre outros representantes do TCU.

BRT

Com o fim da novela do VLT, agora, o estado trabalha na instalação do BRT, em Cuiabá. As obras têm avançando tanto em Várzea Grande como em Cuiabá. Em VG, a perspectiva é de que os principais trechos sejam entregues em até 60 dias. Na capital, as obras ainda estão sendo realizadas na avenida do CPA. 

VEJA VÍDEO



Comente esta notícia