21 de Julho de 2024

INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE Quarta-feira, 11 de Outubro de 2023, 12:49 - A | A

TROCA DE COMANDO

Comissão de Meio Ambiente no Senado aprova estadualização do Parque de Chapada

Caso não haja recurso para que a proposta passe pelo plenário, a matéria deverá ser encaminhada diretamente para a Câmara dos Deputados

Leiagora

mauro carvalho e margaret buzeti

 Senadores Mauro Carvalho e Margareth Buzetti

Com 11 votos a 3, a Comissão de Meio Ambiente do Senado aprovou o projeto de lei 1.461/2019 que propõe a estadualização do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá).

De autoria da senadora Margareth Buzetti (PSD), a matéria foi relatada pelo senador em exercício Mauro Carvalho (União), que por sinal é aliado de primeira hora do governador Mauro Mendes (União), que briga pela proposta de concedor o poder do parque para o Estado. 

A decisão foi tomada durante a manhã desta quarta-feira (11). O relatório da matéria foi lido na semana passada, mas a votçaão foi adiada por um pedido de vista do senador Confúcio Moura, (MDB-RO). 

Agora, como foi aprovado em caráter terminativo, caso não haja recurso para votação em plenário, a proposta segue diretamente para a Câmara dos Deputados.

Nesta quarta-feira, a senadora Margareth destacou o compromisso do governo estadual com a preservação do parque logo após o término da votação.

"A gente tem um compromisso com o governador Mauro Mendes, com a preservação ambiental desse parque, ressalvados investimentos. Estamos aqui, eu e Mauro [Carvalho], e nós iremos cobrar dele essa preservação ambiental, porque é um parque muito lindo, que vai virar um polo turístico para a baixada cuiabana e o Brasil inteiro. É uma maneira de dizer ao povo da baixada cuiabana que eles também podem fazer turismo pertinho de casa, sem ser cobrados para adentrar ao parque", declarou a parlamentar.

O projeto inclui disposições relativas ao uso de água de menor qualidade na Política Nacional de Recursos Hídricos. Além disso, o PL 3.097/2021 foi aprovado, estabelecendo a Política Nacional de Educação Ambiental para a formação e atuação de jovens agentes ambientais.

O senador Mauro Carvalho, como relator do relatório, também comemorou a aprovação e afirmou. "O Estado de Mato Grosso é comprometido com a sustentabilidade, e eu serei um grande fiscal do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Agradeço a todos que apoiam essa causa e conto com o apoio contínuo para que possamos ver o projeto se concretizar em prol do nosso meio ambiente e da nossa comunidade".

O governo estadual planeja investir R$ 200 milhões no parque ao longo de quatro anos, buscando evitar sua concessão. Um edital anterior, emitido pelo Instituto Chico Mendes, responsável pela administração do parque, previa que a empresa vencedora investisse apenas R$ 30 milhões ao longo de 18 anos e pudesse cobrar até R$ 100 de entrada por pessoa, um valor considerado "absurdo" pela senadora.

Havia um edital de licitação concedendo o parque para a iniciativa privada com investimento pífio, e o governo do estado se propôs a investir 200 milhões em três anos. São 66 milhões por ano na estrutura e preservação de Chapada dos Guimarães. É um polo turístico importante para a população da Baixada Cuiabana, geração de emprego e renda. Um terço da população de MT mora na baixada Cuiabana, e aí ali será um polo turístico muito importante para todos”, finalizou Margareth.



Comente esta notícia