23 de Julho de 2024

INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE Segunda-feira, 27 de Junho de 2022, 09:38 - A | A

CASOS DOBRARAM

Procura por teste de covid na rede privada aumenta 307%

Redação do GD

teste covid

 

De acordo com levantamento realizado em parceria entre o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat) e Associação Mato-grossense de Análises Clínicas (Amac), o número de exames realizados nos lpara detecção da covid-19 teve um aumento de 307% nos primeiros dez dias do mês de junho em comparação ao mesmo período do mês de maio.

As entidades também observaram no mesmo levantamento o crescimento em relação às positivações nos testes. De 1º a 10 de maio os testes positivos para a doença estavam em 13%, enquanto no mesmo período de junho o número de positivações dobrou e chegou a 26% dos testes realizados.

O aumento na procura e nos resultados positivos para a doença reflete também no número de internações nos hospitais privados. Segundo levantamento realizado pelo Sindessmat na última semana (24) a ocupação de leitos de internação para Covid-19 estava em 28%, enquanto na semana anterior (17) a ocupação estava em 16%. Já em relação aos leitos de UTIs exclusivos para tratamento da doença, a ocupação estava em 48%, enquanto na semana anterior estava em 39%.

" É mais um momento de atenção para os hospitais privados de todo o estado confirmado com o aumento nos números de novos casos e consequentemente no atendimento nas unidades de saúde. Vale ressaltar que, em sua maioria, os hospitais ainda possuem capacidade de ampliação no número de leitos destinados ao tratamento da Covid-19, no entanto diante de um cenário mundial de desabastecimento de alguns medicamentos e insumos hospitalares é preciso redobrar os cuidados”, reforçou a diretora executiva do Sindessmat, Patrícia West.

 O Sindessmat pontua ainda que com a chegada do inverno, tradicionalmente ocorre um aumento de casos de síndrome gripal devido a diversos fatores, e que por isso a procura por atendimento nas unidades hospitalares aumenta.



Comente esta notícia