19 de Julho de 2024

EDUCAÇÃO Sexta-feira, 29 de Abril de 2022, 12:06 - A | A

EDUCAÇÃO

Deputado professor Allan sugere implementação do profuncionário em reunião com secretário gallo

JONAS DA SILVA Assessoria

Dep Allan Kardeck gde

 deputado Professor Allan Kardec (PSB-MT) 

Após cobrar melhor condição da aposentadoria dos servidores, o deputado Professor Allan Kardec (PSB-MT) sugeriu ao secretário da Casa Civil, Rogério Gallo, a necessidade de se implementar ainda em 2022 a capacitação do Profuncionário aos profissionais da educação.

A demanda, afirma o deputado, é antiga, pode ser planejada e teria impacto de R$ 3,5 milhões, valor possível de ser investido pela Secretaria de Educação (Seduc-MT), após a conclusão do curso pelos servidores.

Ele afirma que há projeto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de  Grosso (IFMT), com o aval da secretaria, para ser realizado, em convênio entre ambos.

OUÇA O AUDIO aQUI !

E não falo da minha categoria professor. Mas daquele técnico, da tia da merenda, o vigia, a equipe da limpeza, que entra com salário de 1.800 a 1.900 reais, e depois de 2 anos de qualificação vão almejar melhoria salarial”, explicou em reunião dos deputados com o secretário, na quarta-feira (27/4).

É algo que nós estamos aí malhando a ferro frio há muito tempo. E essas pessoas são aquelas que preparam a escola para receber os alunos”, afirma sobre os profissionais na rede estadual de ensino com formação de nível fundamental e médio.

Audiência pública

O secretário Executivo da Seduc-MT, Amauri Fernandes, definiu que a secretaria iria realizar ainda este ano o Profuncionário durante uma audiência pública convocada pelo deputado Allan Kardec, em março, na Assembleia Legislativa.

Sobre o programa

O Programa de Formação Inicial em Serviço dos Profissionais da Educação Básica dos Sistemas de Ensino Público (Profuncionário) foi criado pela Portaria Número 25 de 2007 do Ministério da Educação.

Depois, foi ampliado como instrumento da Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica, pelo Decreto presidencial Número 7.415/2010. E atualizado por uma nova versão, do mesmo plano, pelo Decreto Número 8.572/2016.

lorem


Comente esta notícia