21 de Julho de 2024

CULTURA Segunda-feira, 12 de Junho de 2023, 10:34 - A | A

Centenário

Um pensador em Mato Grosso no século XX

O lançamento de 12 livros esgotados de Lenine de Campos Póvoas marca as comemorações pelo seu Centenário de Nascimento

Editora Entrelinhas

coletanea livros de lenine

 

Esta terça feira (dia 13 de junho) a Assembleia Legislativa de Mato Grosso realiza, em sessão especial convocada pela deputada Janaína Riva, o lançamento de 12 livros de Lenine de Campos Póvoas, em projeto apresentado pela Entrelinhas Editora, que recebeu o patrocínio do Instituto Memória do Poder Legislativo Deputado Lenine de Campos Póvoas, com apoio institucional do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso.

O desafio de publicar estas obras esgotadas exigiu mais de 3 anos de uma equipe dedicada a este projeto. Como resultado, 300 coleções impressas serão destinadas a instituições de pesquisa, algumas bibliotecas, pesquisadores na área de Ciências Sociais e aos municípios do Estado. Das 12 obras, 9 estarão sendo disponibilizadas gratuitamente a partir da semana seguinte ao lançamento, em formato digital, a todos os interessados, o que deve gerar milhares de downloads”, explica a editora Maria Teresa, da Entrelinhas, que também destinará coleções impressas a algumas instituições e autores.

O Projeto de Reedição de Livros de Lenine de Campos Póvoas teve a coordenação e autoria de Neila Barreto, presidente do IHGMT. A coordenação interinstitucional de Allan Kardec, vice-presidente do IHGMT e atual secretário de Ciência e Tecnologia do Estado; a coordenação editorial de Maria Teresa Carrión Carracedo, editora e membro do IHGMT.

A coordenação institucional na Assembleia Legislativa é de Mara Visnadi, superintendente do Instituto Memória do Poder Legislativo. A pesquisa iconográfica em busca das raras imagens originais no acervo do autor e da editora foi realizada por Ricardo Miguel Carrión Carracedo.

O design das capas dos livros e da caixa box, uma composição de mosaicos cuiabanos da Ladrilhos Gaudi, foi realizada por Maike Vanni. Os assistentes na edição, com dedicação exclusiva, foram Manoela Carracedo Ozelame, Rafael Carracedo Ozelame e Miguel Castanho Carracedo. A catalogação dos livros da biblioteca do autor, doados pela família ao IHGMT, ficou a cargo da historiadora e professora Elizabeth Madureira Siqueira, também membro do IHGMT.

Lenine boa

 

Em essência, saiba um pouco mais sobre os livros que compõem a coleção reeditada:

Mato Grosso: um convite à fortuna – Prevendo para Mato Grosso um futuro extraordinário, o autor apresenta a sua visão de um Estado com um “passado de glórias e um presente vibrante” – retratando o território nos anos finais da década de 1970, sob os aspectos físicos, ambientais, organização política, socioeconômicos, culturais, de infraestrutura e políticas de Estado para o desenvolvimento. “O grande interesse que Mato Grosso está despertando em todo o país e mesmo no exterior levou-nos a esta empreitada”, registra o autor em suas primeiras páginas. Publicado em 1977, este livro estava sendo impresso quando o Estado de Mato Grosso foi dividido, em 11 de outubro, dando origem a Mato Grosso do Sul.

Sobrados e casas senhoriais de Cuiabá – Neste livro publicado em 1980, que o autor chamou de “esboço histórico”, ele discorreu sobre os sobrados de Cuiabá – os que existiram e os que ainda existiam no final da década de 1970, e suas casas senhoriais. Segundo o autor, o isolamento de Cuiabá desde 1719 até a segunda metade do século XX, “explica o fato de ter a capital mato-grossense conservado até há pouco o seu aspecto tipicamente colonial [...]. Rompido o isolamento foi deflagrado ‘violento processo de transformação da velha cidade colonial’”.

Influências do Rio da Prata em Mato Grosso – “A primeira expedição que alcançou Mato Grosso veio do Rio da Prata, descoberto por Juan Díaz de Solís, em 1515. [...] por ter sido o Paraguai muito navegado em épocas passadas, Mato Grosso esteve sempre intimamente ligado aos países do Prata, deles recebendo grande influência. [...] os mais antigos núcleos de população de Mato Grosso surgiram em função desses rios da Bacia Platina, às suas margens ou em sua zona de influência imediata”, relata o autor, que publicou este livro em 1982.

Cuiabá de outrora: Testemunho ocular de uma época – Preocupado com a descaracterização cultural de Cuiabá e esquecimento de suas tradições seculares diante do grande a fluxo de migrantes a partir dos anos da década de 1970, o autor resolveu registrar suas memórias: “Meu intuito é o de fixar, nas páginas deste livro, aspectos de mais de 50 anos da vida cuiabana, da qual fui testemunha ocular.” Nas crônicas aqui reunidas, poucas informações são de terceiros: “Quase tudo é fruto de minha observação pessoal e da consulta que fiz ao caderno da minha memória.” O livro, publicado em 1983, apresenta relatos muito importantes para a história da cidade e a cultura cuiabana.

Reminiscências – Reminiscências apresenta algumas das primeiras produções do autor escritas ainda durante o ginásio e nos bancos da universidade. Mas também textos escritos durante a sua vida pública. Sua publicação, juntamente com outros discursos pronunciados na primeira fase de sua vida pública, abrange um período de vinte anos (1936-1956), e foi publicado em 1987.

O caos brasileiro – Começando por abordar temas como a explosão demográfica no Brasil, Lenine de Campos Póvoas faz uma extensa reflexão sobre os aspectos socioeconômicos, ambientais, culturais, estruturais, passando por questões nevrálgicas como o “mar de lama” da corrupção, a destruição ambiental, ou a necessária reforma tributária: “As páginas que se seguem não foram escritas com o intuito de fazer um inventário de desgraças, mas visam dar ao leitor uma noção geral da atual conjuntura brasileira, um grito de alerta para ver se conseguimos levar aos administradores da nação e ao povo em geral um relato muito sucinto da situação, para que todos compreendam claramente o que está na base dos acontecimentos e procurem imprimir novos rumos à política governamental.” Este livro foi publicado em 1988.

Os italianos em Mato Grosso – O autor destaca que este livro, publicado em 1989, é “destinado a registrar a preciosa contribuição da colônia italiana ao progresso de Mato Grosso, como uma homenagem àqueles corajosos imigrantes que deixaram a península itálica para se aventurarem, através de mares e rios, a este afastado rincão da América do Sul e aos seus descendentes que aqui nasceram.” Além de Mato Grosso, o livro abrange o território do atual Estado de Mato Grosso do Sul, trazendo principalmente os italianos em Corumbá – porta de entrada em Mato Grosso pela via fluvial na segunda metade do século XIX e início do século XX –, com destaque para Cuiabá, incluindo também a cidade de Cáceres.

História de Mato Grosso: Síntese – Em 1985 o autor publicou a primeira edição de sua História de Mato Grosso que viria “tratada em síntese” para alunos dos cursos hoje denominados de Ensino Médio, pré-universitários e universitários. Este livro “condensa uma soma muito grande de informações, transmitidas em linguagem fácil, num estilo acessível aos jovens de nossa época” [...]. Assim, partindo da fundação de Cuiabá, o livro aborda os períodos colonial, imperial e republicano, chegando até os anos da década de 1980.

História da cultura mato-grossense – Os relatos deste livro têm início nas primeiras manifestações culturais, nos ciclos “dos cronistas”, no século XVIII e “das investigações científicas”, no final dos séculos XVIII e XIX. E chegam até quase ao final do século XX. Registram as instituições culturais e de ensino e os expoentes de linguagens artísticas como o teatro, a música, a literatura, as artes plásticas e a imprensa. A primeira edição deste livro foi publicado pelo autor em 1983.

O ciclo do açúcar e a política de Mato Grosso – “Vê-se por este estudo, inteligentemente projetado e realizado, que nessa parte do Brasil o cultivo da cana e o fabrico do açúcar, tendo aí madrugado, após seus começos em São Vicente e em Pernambuco, reanimou-se após a decadência da exploração do ouro. Em 1750 já se calculava, no distrito de Cuiabá, a existência de 16 engenhocas fabricando aguardente e açúcar [...] Um estudo merecedor do melhor apreço nacional”, assegura Gilberto Freyre, grande sociólogo brasileiro, sobre este livro publicado em 1983.

História Geral de Mato Grosso: dos primórdios à queda do império (volume 1) – Neste volume 1 publicado em 1995, o autor começa com um capítulo mostrando como a Geografia explica a História, pelas primeiras explorações no continente americano, passando pelas bandeiras paulistas que levaram à “descoberta” dos territórios que hoje constituem Mato Grosso e Cuiabá. Segue por todo o Período Colonial até o fim do Império.

História Geral de Mato Grosso: da proclamação da República aos dias atuais (volume 2) – Em continuidade ao volume 1, que chega ao fim do Período Imperial, começa com a proclamação da República. Tem início com a institucionalização da República, em 1889, e chega até 1995, com a visita do papa João Paulo II a Cuiabá. O autor destaca: “É justamente de 1930 para os dias atuais que meu modesto subsídio para a História de Mato Grosso se faz mais minucioso – o que não me é difícil –, eis que presenciei muitos acontecimentos e de vários outros participei [...].”

SOBRE O AUTOR

Lenine de Campos Póvoas (Cuiabá, 1921-2003) foi professor, advogado, jornalista, escritor, cientista político, administrador público, político e historiador. Foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso e da Academia Mato-grossense de Letras. Publicou diversos livros nas áreas de Geografia, História, Administração Pública e Cultura relativos ao Estado de Mato Grosso.

SERVIÇO

Lançamento: Coleção com 12 livros de Lenine de Campos Póvoas, reeditados, em comemoração ao seu centenário de Nascimento (1921-2021)
Autor: Lenine de Campos Póvoas
Editora: Entrelinhas
Local: Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Quando: dia 13 de junho, terça-feira, a partir das 19 horas
Os livros impressão não estarão a venda. Mas a editora e o IMPL vão disponibilizar, em campanha específica, nove livros digitais desta coleção, gratuitamente, para download.



Comente esta notícia

Marcelo Augusto Portocarrero 12/06/2023

Muito bem vindo o lançamento da coleção. Faz jus a importância do professor Lenine de Campos Póvoas. Entendo como parte do resgate de nossa verdadeira história, hoje tão desgastada por interpretações alheias e interesses outros. As famílias mato-grossenses agradecem e louvam a iniciativa.

1 comentários

1 de 1