23 de Julho de 2024

CULTURA Quarta-feira, 29 de Março de 2023, 07:23 - A | A

Água de beber

O abastecimento e uso da água potável no espaço urbano de Cuiabá é apresentado por Neila Barreto em edição com ilustrações de Moacyr Freitas

lanc livro neila

 

Esta quarta feira (dia 29 de março) o Memorial da Água “Eng. José Luiz de Borges Garcia” recebe um evento especial: o lançamento do livro de Neila Maria Souza Barreto em edição publicada pela Entrelinhas Editora com apoio da Águas Cuiabá, ilustrada com desenhos do arquiteto Moacyr Freitas, que foi um grande estudioso e desenhista de cenas urbanas e construções de Cuiabá ao longo da sua História.]

O livro é resultado dos estudos da autora para sua dissertação de mestrado sobre o tema e teve como orientador o eminente historiador Otávio Canavarros, doutor em História pela Universidade de São Paulo, hoje professor-associado e aposentado do Departamento de História da Universidade Federal de Mato Grosso, autor do livro “O poder metropolitano em Cuiabá (1727-1752), um clássico da historiografia regional.

O professor Canavarros apresenta a obra e destaca que “este livro tratou também das políticas públicas de abastecimento de água em Cuiabá, entre o final do século XVIII e o final do XIX, resultando em sistemas de captação e distribuição do precioso líquido, com aquedutos, chafarizes e a Hidráulica. A autora enriqueceu o seu trabalho descrevendo as práticas cotidianas da população para assegurar o seu abastecimento de água potável, sua diversificada utilização e tratamentos.

Entra aí um número infindável de obreiros, direta ou indiretamente envolvidos, entre os quais se destacavam os vários tipos de escravos e trabalhadores forros. Estou convencido de que se trata de uma pesquisa-matriz. Dela resultarão muitos outros trabalhos...”

E continuou: “Toda História, como qualquer História, vai ou deveria ir muito além dos registros e das memórias, das audiências das vozes abafadas ou dos projetos preteridos, das frustrações ou realizações, para se buscar, nesse diálogo com o passado, as significâncias dos valores sempre atualizados, portanto, prospectivas. Foi isso que a Neila fez, deu historicidade à sua narrativa. Primeiramente, descrevendo a contribuição do uso da água na conformação urbana da vila colonial e cidade imperial.

Desde os primórdios da exploração mineira do atual morro do Rosário que o córrego Prainha já delimitava não apenas o ritmo das atividades como também as direções da ocupação do vale.

O espaço geográfico cuiabano é o espaço social da ocupação da bacia do Cuiabá com suas fontes e afluentes. Nesse sentido, poderemos perceber a contribuição da água potável na formação da nossa ambiência urbana. Não seria exagerado dizer que, sem o rio Cuiabá, não haveria permanência no local. Quantas minas foram abandonadas pelos faiscadores, muitas sem vestígios!”

O posfácio da obra é assinado por Willian Figueiredo, superintendente da Águas Cuiabá na data de publicação desta edição. Ele trata dos avanços do saneamento em Cuiabá e apresenta informações mais atuais sobre os investimentos da companhia, os resultados e o sistema de abastecimento de água potável na capital, hoje. São bem detalhadas as informações.

 

Wiliam Figueiredo comemora: “A calorosa e tricentenária Cuiabá, classificada no Ranking Brasileiro do Saneamento Básico 2022, do Instituto Trata Brasil, como a cidade que mais investe nesta área no país, vive uma nova realidade em sustentabilidade socioambiental, condição esta que se desdobra em benefícios aos mais diferentes setores socioeconômicos.”

Esta nova publicação pela Entrelinhas Editora recebeu o apoio da Águas Cuiabá para a sua publicação e parte da edição será distribuída para pesquisadores e interessados no tema.

SOBRE A AUTORA

Neila Maria Souza Barreto é mestre em História pela UFMT (2005). Graduada em Letras pela UFMT (1978) e bacharel em Jornalismo pelo IVE (1995). Especializou-se em Ciências Políticas pela Univag (1998). Foi professora do Estado de Mato Grosso e do IVE. Tem experiência em pesquisa, com ênfase em História Institucional, Memória, Genealogia e Biografias. Atuou como jornalista da Sanemat e Sanneila barretoecap. É escritora e documentarista.

Autora dos livros: “Água de Beber no espaço urbano de Cuiabá (1790-1886)” (Carlini & Caniato, 2007), “Sarita Baracat: vida e trajetória política” (Entrelinhas, 2017), “Gente que fez, gente que faz Cuiabá: inventário de famílias pioneiras cuiabanas” (Entrelinhas, 2019). Realizou as pesquisas sobre os 40 anos do Senai-MT.

É membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, IHGMT, sendo sua atual presidente desde o ano de 2020. Ocupa a cadeira 19 na Academia Mato-grossense de Letras (AML).                                                                                                                            

SERVIÇO
Lançamento do livro: Água de Beber. Abastecimento e uso no espaço urbano de Cuiabá (1790-1886)
Autora: Neila Maria Souza Barreto
Editora Entrelinhas
O livro: 16 x 23 cm, 240 páginas, com ilustrações de Moacyr Freitas
Local: Memorial da Água “Eng. José Luiz de Borges Garcia”, Av. Presidente Marques 628, Santa Helena
Quando: dia 29 de março, quarta-feira, a partir das 18h30
Patrocínio: Águas Cuiabá



Comente esta notícia