20 de Julho de 2024

CULTURA Quarta-feira, 27 de Setembro de 2023, 13:54 - A | A

"ÁGUAS DE MARÇO"

De alfabetizador em cidade garimpeira a grande escritor

Professor Antônio Soares lança seu 7º livro. Obra traz passagens, boas e ruins, da capital mato-grossense

ALECY ALVES- Diario de Cuiaba

capa livro aguas de marco

 

Quem for ao lançamento do livro “Águas de Março”, nesta quarta-feira (27), de autoria de Antônio Soares Gomes, terá a oportunidade de conhecer boa parte da história de Cuiabá  e de um grande professor e escritor mato-grossense. 

O livro traz passagens, boas e ruins, da capital mato-grossense.

Águas de Março” é resultado de pesquisas em arquivos públicos, recortes de jornais, escuta, memória e testemunhos do próprio escritor. 

Antônio Soares narra, por exemplo, associando as pesquisas que fez com suas lembranças desde a adolescência, a trágica  maior enchente do Rio Cuiabá.

Ocorrida em março de 1974, o transbordamento do rio atingiu ruas e bairros, destruindo casas, comércios e desabrigando centenas de famílias no perímetro urbano de Cuiabá.

Essa enchente obrigou o poder público a reorganizar a cidade, fundando, emergencialmente, até um novo bairro, o atual Novo Terceiro, para instalar as famílias desabrigadas.

O livro, que passa pela chegada dos Bandeirantes, descoberta das minas de ouro, processos de ocupação das margens dos rios Cuiabá e Coxipó, também mostra as transformações do espaço urbano ao longo de séculos.

Divulgação

 Antonio Soares - escritor

Antônio Soares tomou gosto pela palavra logo cedo, ouvindo as histórias e causos contados pela mãe, Dona Doca

Mas, além de ter acesso à escrita de mais essa obra, a qual Antônio Soares dedicou centenas de horas em pesquisas, o leitor conhecerá a história de um professor que carrega consigo o amor pela educação e a paixão pelos livros e pela escrita.

Nascido no município de Poxoréu (251 km ao Sul de Cuiabá), de pai garimpeiro e mãe costureira, Antônio Soares tomou gosto pela palavra logo cedo, ouvindo as histórias e causos contados pela mãe, Dona Doca.

Voraz leitora de romances e boa contadora de histórias, a mãe não só imprimiu no filho o gosto pela leitura como transformou no pequeno professor da vizinhança.       

Antônio se recorda que logo que aprendeu a ler e escrever quis transmitir o que havia aprendido na escola e com a mãe.  E ele começou a alfabetizar vizinhos adultos.

Ao concluir o ensino médio, mudou-se para Cuiabá com o objetivo de continuar estudando.

Aqui, cursou Ciências Econômicas na Universidade Federal(UFMT) e começou a lecionar.       

Ao ingressar no magistério decidiu fazer mais uma faculdade.

Fez Pedagogia, também na UFMT, e depois se especializou em Comportamento Humano.

Ao longo da vida ele foi professor universitário, na UFMT e em instituições privadas, e diretor de escolas públicas de ensino regular e de centros tecnológicos, em Cuiabá e no interior.

Antônio Soares também atuou na iniciativa privada, como empresário do ramo de papelaria.

Hoje, aos 70 anos, ele se dedica com exclusividade ao ofício de escrever. “Águas de Março” é o sétimo dele.

Os outros são "Retrato do Cotidiano"(poesias), "Defunto Presunçoso"(comédia de costumes) e "Crescendo com as Letras”(literatura infantil).

Sua quinta obra, "Impurezas do Espelho" , foi editada como resultado de sua pesquisa de pós-graduação em que aborda o tema do alcoolismo e outras drogas sob o título.

No trabalho de conclusão o título foi outro, "Do Lodo à Fina Flor – das profundezas do alcoolismo e das drogas à beleza do lírio: uma trajetória possível".

No sexto livro o autor retoma o conto e a poesia em "Percepções do Imaginário – prosa e verso".

LANÇAMENTO - “Água de Março" será lançado nesta quarta-feira (27), em Cuiabá, às 19h30, no Centro Cultural Casa Cuiabana, que fica na Rua General Vale, 181, bairro Bandeirantes (entre o antigo Pronto-Socorro e a Santa Casa). 



Comente esta notícia