20 de Julho de 2024

CULTURA Terça-feira, 27 de Junho de 2023, 18:10 - A | A

EM CUIABÁ

A maior e esperada tradicional Festa de São Benedito em Mato Grosso será neste domingo

A programação começa na no dia 27 de junho e encerra no dia 02 de julho com a procissão às 17h, seguido da festa na Igreja e Paróquia Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

DA REDAÇÃO - Hipernoticias

imagem sao benedito

 

Nesta terça-feira (27.06), iniciam as comemorações da amada Festa de São Benedito, com Missa, Levantamento do Mastro e o tradicional “Tchá Cô Bolo” cuiabano. E a esperada procissão e festa do glorioso santo negro, reconhecido por sua generosidade e amor pelo próximo? Ambos acontecerão no primeiro domingo (02) do mês de julho, para celebrar o santo de tantos testemunhos de milagres e que traz, além da religiosidade, a cultura e a ancestralidade de um povo, que começou com a descoberta de ouro nas lavras de Miguel Sutil, povoando às margens do Córrego da Prainha, nas proximidades onde foi construída a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e a capela de São Benedito, na Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá.

Além de permitir conhecer a forma como foi fundada a cidade de Cuiabá, São Benedito congregou os povos e fomentou a paz, no ideal de aproximação e confraternização. É considerado um fenômeno de popularidade e seus feitos se espalharam por todo o mundo, conquistando devotos e seguidores.

Em Cuiabá, pode-se dizer que a Festa de São Benedito é tricentenária e nasceu com os excluídos negros, pobres e não alfabetizados, que não gozavam de nenhuma representatividade social. Com o passar do tempo, alianças foram feitas e a festa passou a contar com a atuante participação da elite cuiabana, que assumiu, financeiramente, a sua realização, trazendo os membros mais ilustres para desempenhar o papel de reis, rainhas e demais festeiros.

É a mais longa e popular festa religiosa do Estado de Mato Grosso. Dura cerca de um mês, contando com o período das visitas dos festeiros e esmoleiros às casas cuiabanas, e chega a reunir mais de dez mil pessoas a cada uma das noites de festa na igreja.

As primeiras demonstrações de louvor a Benedito no arraial, que futuramente daria origem à Vila Real do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, aconteceram no ano de 1722, onde os rituais eram realizados secretamente, já que os escravos não tinham o direito de manifestação religiosa. Eram feitas em uma pequena capela de pau a pique, construída no Beco do Sebo, onde hoje está localizada a Praça da Mandioca, no centro histórico de Cuiabá. Por lá, Benedito já era adorado como santo, ainda que pela igreja só fosse beatificado em 1743, pelo Papa Bento XIV e canonizado em 1807, pelo Papa Pio VII.

A partir de 1922, passou a ser realizada em casas de festeiros, quando Dom Aquino Correa resolveu proibir as touradas, que eram festas muito populares em Cuiabá. Para compensar a proibição, a família Eubank resolveu realizar a festa de São Benedito em sua casa, oferecendo comida e bebida de graça à população, com anuência dos párocos.

Já na década de 70, a festa passou a ser realizada permanentemente na casa de Dona Bem-Bem, localizada na Rua Barão de Melgaço, onde ficou até o início da década de 80. Com isso, Dona Bem-Bem pode ser considerada como uma das maiores incentivadoras da comemoração ao santo. A partir daí a festa voltou ao largo da igreja, com a transformação da igreja em paróquia.

Em 2023, a Festa traz pela primeira vez como rei e rainha, Paulo Fernando Campos Simões, que é festeiro desde 2017, sendo voluntário da cozinha, e dona Lurdinha, como é conhecida Lurdes Nigro.

Os cuiabanos são muito devotos de São Benedito e ele é muito poderoso. Eu tenho assistido coisas muito bonitas e estou muito feliz de ter sido escolhida como rainha da Festa de São Benedito. É muito trabalho e responsabilidade, mas como cuiabana penso que não podemos deixar morrer essa tradição. Agradeço muito ao padre Pedro e a todos que me escolheram como festeira, e estou fazendo o melhor que eu posso”, ressalta Lurdinha.

Para ambos, é uma grande honra participar desta celebração, tendo a noção que é a maior festa religiosa do Estado de Mato Grosso, “quiçá do Centro Oeste”, tal como destaca Paulo.

Um santo dos humildes e dos excluídos

Para mim e para a minha família, que está toda empenhada em me ajudar, em prol de São Benedito, é uma grande alegria, pois é um santo que representa muito para a nossa capital. Um santo dos humildes e dos excluídos, que já realizou muitos milagres. Então eu só tenho a agradecer por tantas bençãos e proteção. E que São Benedito continue abençoando a nossa cidade e que a nossa cultura não morra. Porque além da festa religiosa, envolve também a cultura e história do nosso povo cuiabano. Representar tudo isso, ainda que seja só por um ano, é uma honra muito grande. Que Deus abençoe!”, continua, o rei deste ano.

BENEDITO DE PALERMO

Quem foi Benedito? Benedito nasceu em Palermo, na Itália. Filho de descendentes de escravos, trazidos da Etiópia, dedicou sua vida ao próximo, seguindo os caminhos de seus pais, Cristovam e Diana.

Diante da dificuldade de arregimentar os moradores locais, os índios Coxiponés, a alternativa foi trazer os escravos negros africanos para o trabalho pesado. Com eles veio a devoção a um certo monge: Benedito de Palermo, muito popular pelos inúmeros milagres praticados em vida.

Os negros escravos tomaram conhecimento da existência do monge Benedito por meio de missionários europeus que desenvolviam trabalho de evangelização no continente africano. A forte relação entre o povo afro e o monge milagreiro surgiu e se consolidou principalmente pela identificação da cor da pele.

Agora os cuiabanos seguem com fé e devoção enaltecendo a São Benedito com o hino dedicado a ele: “O povo cantando, rezando contente. Seus Votos e preces, de fé e amor. Por São Benedito, os céus se entendem”, cantam os devotos, com arrepio a cada frase.

PROGRAMAÇÃO

A abertura da Festa de São Benedito 2023 começou em um baile inesquecível, no Hotel Fazenda Mato Grosso, no dia 09 de junho, com jantar e a Banda Megaron.

Seguindo no dia 27 de junho, com a Missa às 5h, após o Levantamento do Mastro e o tradicional “Tchá Cô Bolo”.

No dia 29, a celebração conta com o 1º Dia do Tríduo, depois o 2º Dia do Tríduo (30), o 3º Dia do Tríduo (01.07), sempre às 5h, após a Missa o Chá com Bolo, e às 18h comidas típicas e banda.

No dia 02 de julho, às 5h, terá a Missa de Encerramento, após, o Chá com Bolo; às 11h30 terá o almoço com comidas típicas; às 17h a Procissão e às 18h continua com comidas típicas e Banda.

A festa de São Benedito é uma realização da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Mitra Arquidiocesana de Cuiabá, Instituto INCA-Inclusão, Cidadania e Ação, por meio de emenda parlamentar dos deputados estaduais Wilson Santos e Max Russi, via Secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico - SEDEC/MT no seguimento do Turismo, e de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). Conta com o apoio institucional da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e Prefeitura Municipal de Cuiabá, e demais empresas.



Comente esta notícia