20 de Julho de 2024

CIDADES Quinta-feira, 04 de Janeiro de 2024, 13:27 - A | A

DISCUSSÃO NA LOA

Janaina diz que público em Chapada ficou 'aquém' de investimentos e defende MT-030

A expectativa é de que R$ 100 milhões do orçamento de 2024 sejam destinados às etapas iniciais para a construção da nova rodovia

RAYNNA NICOLAS - HNT

janaina riva 3

 A deputada estadual Janaina Riva (MDB)

A deputada estadual Janaina Riva (MDB) avaliou negativamente o movimento em Chapada dos Guimarães (65 km de Cuiabá) em uma das datas mais impactantes para a cidade, o feriado de Réveillon. A instabilidade na rodovia MT-251, que liga Cuiabá a Chapada, 'espantou' o público que não pôde desfrutar dos investimentos milionários feitos pelo governo do Estado na infraestrutura da cidade. Para a deputada, o 'prejuízo' escancara a necessidade da construção da MT-030, rota alternativa para chegar ao destino turístico.

"É um município usado para lazer de todo Estado. Não da para ter ônibus, caminhão, passando numa mesma rodovia onde passa a população com carros de passeio, precisa ter uma rota alternativa. A Assembleia já entendeu isso, o governo às vezes reluta um pouco com relação a essa rota, mas a Assembleia vai deixar recurso para ser feita", defendeu Janaina. 

A expectativa é de que R$ 100 milhões do orçamento de 2024 sejam destinados às etapas iniciais para a construção da nova rodovia. O assunto será discutido junto à necessidade de suplementação orçamentária aos municípios afetados pela quebra da safra 2023/2024 em reunião do Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa nesta sexta-feira.

"Quantas mil pessoas passam ali? A relevância que [a rodovia] tem para todos nós de Cuiabá, Várzea Grande, da Baixada [Cuiabana] e até da região Sul. Uma rota que escoa produção, passageiros e que também é utilizada pelo turismo. Como vai desenvolver o turismo? O público [no fim de ano] ficou muito aquém do investimento milionário que foi feito ali em praça, rua coberta para receber a população e não pôde receber por causa da rodovia. Precisa ter uma rota alternativa", frisou a emedebista.



Comente esta notícia