23 de Julho de 2024

CIDADES Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2022, 10:47 - A | A

BANDEIRA BRANCA

Emanuel diz que autoriza BRT apenas com aprovação dos técnicos da Prefeitura

Prefeito deu declaração nas redes sociais revelando que Estado já encaminhou projetos

RAFAEL COSTA- HNT

emanuel  pinheiro gabinete

 O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB)

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) condicionou a autorização das obras do BRT (Ônibus Rápido de Trânsito) à aprovação pela equipe técnica do município aos projetos executivos patrocinados pelo governo do Estado.

A declaração foi dada nesta terça-feira (20) durante live transmitida no Facebook enquanto repercutia a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), José Dias Toffoli, que impede o Tribunal de Contas da União (TCU) de paralisar as obras do modal de transporte por inexistência de recursos federais.

Decisão judicial não se discute, se cumpre. Entretanto, a decisão dele não tira a prerrogativa de Cuiabá em relação a aprovação do projetos. Isso é uma competência sagrada do município, que tem autonomia”, destacou.

Em seguida, destacou que não vai renunciar as prerrogativas do município que vai analisar minuciosamente cada projeto apresentado pelo Estado.

O Estado já encaminhou os projetos que estão sendo analisados. Não é o Estado que vai definir quando que quer. Tudo vai ser dentro do tempo do município, com estudo técnico e toda a responsabilidade que o assunto requer. Se estiver tudo ok, será aprovado, se não será reprovado ou vamos expedir diligências pedindo novas documentações ou adequações”, disse.

Essa é primeira sinalização de trégua do prefeito Emanuel Pinheiro para autorizar as obras do BRT.

Desde o mandato de deputado estadual, Emanuel foi intransigente defensor do VLT (Veículo Leve Sob Trilhos), obra que começou na gestão do ex-governador Silval Barbosa e, embora tenha consumido mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos, jamais foi concretizada, tornando-se um símbolo de "elefante branco" no país, apelido dado às obras inacabadas que envolvem dinheiro público.



Comente esta notícia

Cláudio Coelho Barreto Júnior 21/12/2022

Por que não terminar as obras do VLT? Porque o que teria que ser dividido com suborno, propinas, vantagens ilícitas, corrupção, não sobrou nada para Mauro mente. Por esse motivo o atual DESGOVERNADOR está investindo no BRT, pois terá toda a vantagem ilícita a seu favor e de seu bando E VIVA A IMPUNIDADE NO brasil

1 comentários

1 de 1