15 de Julho de 2024

CIDADES Quinta-feira, 07 de Julho de 2022, 15:02 - A | A

Dona de casa distribui sopão preparado em fogão de lenha para quase 200 famílias carentes em Cuiabá

Experiência de ter passado necessidade motivou moradora a distribuir marmitas toda quinta-feira na própria casa

Denise Soares - Leia agora

mulher doa sopao

 

A fila que se forma toda quinta-feira na Rua das Crianças, no Bairro Novo Paraíso 2, em Cuiabá, é tão grande quanto o senso de solidariedade da dona de casa Benedita Máximo Pereira, de 51 anos. Marmitas com sopão são servidas religiosamente às 18h10 para cerca de 200 famílias carentes da região periférica da capital.
 
Dita, como é conhecida, viu seu projeto ‘Pão solidário, amor de mãe’ crescer, quando moradores de outros bairros começaram a procurar pela marmita, fruto de doações e esforço pessoal e da família da dona de casa, que é mãe de três filhos.
 
Ela precisa de ajuda para continuar o projeto. Doações de alimentos para o sopão são bem-vindas.
 
Sorridente e acolhedora, Dita abre sua casa para receber as famílias que contam com a refeição que, talvez, seja a mais completa do dia.
 
Por ter passado necessidade na vida, Dita teve a iniciativa de começar a distribuir comida para crianças no bairro, há cerca de quatro anos. O projeto cresceu e as famílias passaram a acompanhar as crianças na busca pela marmita.


 
Quando começou a pandemia, eu atendia só as crianças. Hoje, tem muita gente, na semana passada foram 225 famílias. Recebo ajuda de vizinhos e tenho sete voluntários. Começo a servir 18h10, toda quinta-feira. E toda vez aparece gente nova”, comentou Dita em entrevista ao Leiagora.
 
A dona de casa usa macarrão e todo tipo de verdura, além de ‘ossinho’, como é chamada popularmente a sobra da desossa do boi. Todos os ingredientes são de doações.
 
“Meio-dia eu coloco a panela no fogão de lenha. Às 17h30 estamos fechando as marmitas e 17h40 já tem gente fazendo fila. Colocamos na mesa, uma voluntária fica no portão e vão entrando de três em três”, completou.


 
Aos finais de semana, o marido e os netos de Dita procuram por pedaços de madeira que possam servir de lenha no fogão.
 
Eu já passei muita necessidade e fome na vida. [Já vi] meus filhos pedindo comida e eu não tinha para dar. Eu tinha essa coisa dentro de mim, dizia: ‘meu Deus, eu quero ter as coisas para ajudar as pessoas’. Eu sofri muito nessa vida. A fome dói demais. E isso é uma coisa que eu gosto de fazer, com o maior prazer e coração”, disse.
 
Quem quiser ajudar Dita no projeto pode doar pessoalmente na casa dela, localizada na Rua das Crianças, Quadra 49 Casa 1, no Bairro Novo Paraíso 2. Ela também disponibiliza a chave PIX: 65999126234.



Comente esta notícia