23 de Julho de 2024

AGROECONOMIA Terça-feira, 04 de Janeiro de 2022, 18:57 - A | A

LEVANTAMENTO DO MAPA

Sorriso lidera ranking de municípios mais ricos do agronegócio; MT tem 35 na lista

Em terceiro lugar aparece Sapezal (509 km da Capital) com PIB de R$ 2,5 milhões.

Da Redação - HNT

colhetadeira colhendo gde

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou a lista dos 100 municípios mais ricos do agronegócio brasileiro. Dentre os 100, 35 são de Mato Grosso, que lídera o ranking com o município de Sorriso (397 km de Cuiabá), cujo Produto Interno Bruto (PIB) ultrapassa os R$ 6 milhões. Em terceiro lugar aparece Sapezal (509 km da Capital) com PIB de R$ 2,5 milhões.

O levantamento também leva em consideração o valor da produção das lavouras permanentes e temporárias, além do Produto Interno Bruto. Com relação à produção, os dados são de outubro de 2020. Já o PIB dos municípios foi levantado pela última vez pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2019. Sorriso e Sapezal registraram produção de 5,3 e 4,2 milhões de toneladas, respectivamente.

As informações que podem ser obtidas a partir dos dados permitem observar as áreas mais ricas da agricultura e alguns fatores relacionados a esse processo. Os pesquisadores também destacam que, em 2020, o país registrou safra recorde. O IBGE destaca a produção de algodão, soja, milho, café e cana-de-açúcar. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a safra de grãos foi de 257 milhões de toneladas.

MAIS RICOS

A maior parte dos municípios com maior valor da produção situa-se em Mato Grosso. Mas os estados de Mato Grosso, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul contêm a maioria dos municípios classificados entre os 100 mais ricos. Mato Grosso tem 35 municípios, Bahia, nove, Goiás, 10, Mato Grosso do Sul, 13, Minas Gerais, oito, e São Paulo, seis. Os demais municípios estão distribuídos em Pernambuco (1), Maranhão (2) Pará (4), Brasília (1), Piauí (2), Paraná (4), Tocantins (1) e Rio Grande do Sul (2).

Os 100 municípios classificados geraram em 2020 um valor da produção de R$ 151,2 bilhões, 32% do total, estimado em R$ 470,5 bilhões. O destaque desses municípios se dá pelo elevado valor da produção agropecuária e pelo valor do PIB municipal. Principalmente em Mato Grosso, a agropecuária tem participação relevante no PIB do estado, estimada em 21,36%. Em Sorriso, que é o líder na geração de valor, a agropecuária representa 26,65% do PIB do município, e Sapezal, líder na produção de algodão, representa 53,17% do valor do PIB municipal.

Nesse exemplo, mais da metade do PIB municipal provem da agropecuária. Nos estados da região Norte do país também a agropecuária tem participação elevada no PIB – em Rondônia, de 13,9%, e em Tocantins, 14,17%.

Soja, algodão e milho são os principais produtos responsáveis pelo sucesso desses municípios, pois carregam elevados níveis de tecnologia e de produtividade. Do valor da produção obtido pelo município de Sorriso em 2020, 52% foi obtido pela soja e 35%, pelo milho. Já o município de Sapezal, maior produtor de algodão herbáceo do país, teve 35,5% de seu faturamento vindo da soja e 54,4% do algodão herbáceo. Acesse documento completo aqui.

Veja municípios de MT que aparecem no ranking:

1º – Sorriso

3º – Sapezal

4º – Campo Novo dos Parecis

6º – Nova Ubiratã

10º – Nova Mutum

11º – Diamantino

12º – Campo Verde

15º – Primavera do Leste

17º – Lucas do Rio Verde

18º – Querência

21º – Campos de Júlio

23º – Ipiranga do Norte

24º – Brasnorte

31º – Porto dos Gaúchos

33º – Tapurah

34º – Paranatinga

37º – Canarana

38º – São Feliz do Araguaia

43º – Santa Rita do Trivelato

47º – Itiquira

50º – Sinop

51º – Gaúcha do Norte

52º – Tabaporã

55º – Nova Maringá

56º – Santo Antônio do Leste

60º – Vera

63º – São José do Rio Claro

67º – Feliz Natal

74º – Tangará da Serra

78º – Água Boa

80º – Santa Carmem

89º – São José do Xingu

93º – Novo São Joaquim

97º – Bom Jesus do Araguaia

100º – Cláudia



Comente esta notícia