13 de Julho de 2024

AGROECONOMIA Quarta-feira, 08 de Novembro de 2023, 13:51 - A | A

INVESTIMENTO

Amaggi compra 350 novos caminhões Scania e CEO destaca estratégias da empresa

CANAL RURAL

caminhoes da amaggi

 

Amaggi, maior empresa brasileira de grãos e fibras, anunciou a compra de 350 novos caminhões da Scania. Os veículos são do modelo 500 R 6×4 Super e serão entregues a partir de maio de 2024.

Atualmente, a frota própria da Amaggi conta com 700 caminhões, devendo fechar o ano que vem com 1.100 unidades.

Do total de caminhões adquiridos, 100 serão movidos a biodiesel B100, produzido pela própria Amaggi. O restante dos veículos será movido a diesel.

Segundo a empresa, a aquisição dos caminhões movidos a biodiesel faz parte da estratégia da Amaggi de descarbonização, com o objetivo de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa até 2035.

O biodiesel é um combustível produzido a partir de fontes renováveis, como óleo de soja, que emite menos gases de efeito estufa do que o diesel fóssil.

A Amaggi vem sendo pioneira no uso de modais logísticos sustentáveis, como na navegação fluvial do arco norte. O uso do biodiesel vem na mesma direção, atendendo os objetivos de descarbonização das operações da empresa”, afirma Judiney Carvalho, CEO da empresa.

 

Sonhamos em ter, um dia, toda nossa frota cem por cento abastecida com biodiesel e vamos preparar a empresa para isso”, diz.

Trata-se de uma grande compra histórica para impactar o mercado, pois é a nossa primeira venda de caminhões 100% movidos a biodiesel originais de fábrica. A Amaggi e a Scania mostram o quanto estão preocupadas em viabilizar um ecossistema de transporte mais sustentável. Todo o ciclo sustentável está completo neste exemplo de sucesso, pois a fábrica de biodiesel é da própria Amaggi”, afirma Simone Montagna, presidente e CEO da Scania Operações Comerciais Brasil.

Fábrica de biodiesel

O B100 utilizado pela Amaggi na frota é proveniente da fábrica de biodiesel da companhia.

Com mais de 26 mil m2 de área construída, a unidade entrou em operação em 2023.

planta fica em Lucas do Rio Verde (MT), na área onde a empresa já opera uma indústria esmagadora de grãos e de onde sai a matéria-prima para a fabricação do biocombustível.



Comente esta notícia