13 de Julho de 2024

AGROECONOMIA Quinta-feira, 17 de Agosto de 2023, 15:08 - A | A

Empregos

Agronegócio gera quase 30 milhões de empregos, segundo IBGE

Com 3%, Mato Grosso tem a segunda menor taxa de desocupação do país, perdendo apenas para Rondônia

Letícia Borsari - Primeira página

trator e caminhao

 

Quase 30 milhões de brasileiros trabalham no agronegócio atualmente, segundo a Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O número de funcionários em atividades ligadas à agropecuária cresceu no primeiro trimestre deste ano. Em Mato Grosso, maior produtor agrícola do país, a ocupação se dá em vagas abertas em diversas funções.

Em Sinop, a 503 km de Cuiabá, os bons resultados no campo, se refletem também na cidade, onde inúmeras empresas mantém vagas abertas frequentemente. É o caso de uma empresa de sementes e insumos agrícolas que tem planos de expandir as lojas e contratar mais profissionais.

Desde o início do ano nós estamos com várias vagas em aberto no mercado, tanto para o setor administrativo como na parte de vendas agronômicas. Todas essas áreas estão abastecendo o nosso mercado hoje na captação de pessoas”, disse a psicóloga e recrutadora Bruna Angeli.

Há cerca de um mês, Jackson Oliveira foi contratado para trabalhar como gerente de uma unidade.

Me vejo crescendo profissionalmente. A gente consegue ver esse crescimento não só em nós, mas também na equipe, nos novos profissionais que estão entrando na área”, comentou ele.

Uma indústria de biocombustível também precisou contratar novos funcionários e uma das contratadas foi a estudante Karyne Duarte. Ela cursa direito e conseguiu uma vaga de assistente jurídica.

As vagas disponíveis e as conquistadas fazem parte do chamado: “agronegócio”, que gera oportunidades dentro e fora do campo e que englobam toda a cadeia produtiva.

O setor gera vagas desde a produção de insumos e máquinas, passando pelo preparo do solo, colheita e criação de animais, até o transporte, industrialização, distribuição e venda dos produtos.

Mato Grosso tem a segunda menor taxa de desocupação do país, segundo a Pnad. O índice é de 3% e o estado fica atrás somente de Rondônia,



Comente esta notícia