20 de Agosto de 2019

POLÍCIA Quarta-feira, 07 de Agosto de 2019, 17h:39 - A | A

Julgamento

Tribunal de Justiça manda soltar Arcanjo e genro presos por supostamente liderar o jogo do bicho

Veja o vídeo

RAUL BRADOCK - Reporter MT

internet

image

A Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado (TJMT) concedeu liberdade, na tarde desta quarta-feira (07), para Giovanni Zem Rodrigues, apontado como líder de uma organização criminosa voltada para o jogo do bicho e lavagem de dinheiro.

A decisão também se estende para todos os presos do núcleo “Colibri”, o que inclui João Arcanjo Ribeiro.

O relator do processo, desembargador Rui Ramos, alegou dentre outros pontos que a prisão de Giovanni aconteceu sem provas de movimentos ilícitos, como lavagem de dinheiro. Quanto aos crimes de violência, como extorsão e sequestro, ao qual também é acusado, o desembargador alegou que os fatos apontados são antigos e que somente as medidas cautelares como tornozeleira eletrônica seria o suficiente para que a liberdade seja concedida.

Rui Ramos foi seguido pelos desembargadores Juvenal Pereira da Silva e Gilberto Giraldelli.

“Não há justificativa para prisão do paciente [Giovanni]. Lavagem de dinheiro pode haver indício, mas tem que haver comprovação, já que ele é proprietário de outras empresas que tem rentabilidade. O dinheiro apreendido com eles não justifica a prisão pela acusação de lavagem de dinheiro. Pelo que foi colocado e debatido, promovo a extensão a todos os outros que integram o núcleo do Giovanni, a Colibri”, decidiu Juvenal.

 

Conforme o Gaeco, 14 pessoas, entre elas João Arcanjo Ribeiro e seu genro, Giovanni Zem Rodrigues compõe o núcleo Colibri. Eles foram presos após a deflagração da Operação Mantus, no dia 29 de maio, e denunciados pelos crimes de organização criminosa, contravenção penal do jogo do bicho, extorsão, extorsão mediante sequestro e lavagem de dinheiro.

A decisão de soltura de Arcanjo e seu Genro não se estende ao núcleo denominado FMC Ello, que tem como líder Frederico Frederico Müller Coutinho – apontado como rival de Arcanjo na pratica de jogo do bicho em Mato Grosso.

Veja o julgamento

Imprimir


Comentários